A serpente de bronze foi feita por Moisés mediante ordem de Deus. Ela serviu como uma espécie de antídoto para morte do povo que, após murmurar contra Deus, foi picado por serpentes venenosas. Quem olhasse para aquela figura era curado. De igual modo, toda a humanidade foi picada pela antiga serpente (Ap 12:9) e padece por causa desse veneno, o pecado, que foi inoculado. Porém, assim como aconteceu com o povo de Israel, Deus preparou uma salvação para todo aquele que está mortificado pelo pecado (Ef 2:1). Vejamos!

Soro antiofídico

O antídoto eficaz contra uma picada de serpente é o soro antiofídico, pois possui anticorpos que podem neutralizar o veneno. Você já deve ter ouvido falar sobre ele. Sua produção se dá a partir da extração do veneno de uma serpente. Depois de extraído, ele é introduzido em um animal, geralmente um cavalo, em pequenas doses. Após a produção dos anticorpos, são retiradas amostras de sangue do cavalo e estas são enviadas para laboratório para separação e purificação da parte que contém os anticorpos. Depois dessa etapa, o soro estará pronto.

O veneno do pecado foi inoculado na humanidade

No livro de Gênesis vemos uma serpente que seduziu Eva, enganando-a. O ser humano, então, caiu em pecado (3:6). No primeiro Adão foi inoculado o veneno mortal do pecado. Apesar de não matar instantaneamente, o pecado produziu seus efeitos mortificantes. Esses efeitos incluem: morte (Rm 6:23), separação de Deus (Is 59:2; Rm 3;23), corrupção do coração (Jr 17:9) e escravidão pelo pecado (Rm 7:7-25). Toda a humanidade padece até hoje pelas consequências do embuste da serpente, porém um antídoto para morte foi preparado para o ser humano que Deus tanto ama. (Rm 5:12, 19; 1 Co 15:22).

A serpente de bronze

Em Números é relatado que o povo de Israel, após se tornar impaciente no deserto e murmurar contra Deus, foi picado por serpentes abrasadoras, levando muitos à morte (21:4-6). O povo, então, veio a Moisés e reconheceu que pecou ao falar contra o Senhor e pediu para que ele orasse por eles a fim de que fossem tiradas as serpentes (v. 7). Moisés orou e Deus respondeu: “(…) Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que a mirar viverá” (v. 8). Moisés fez conforme ordenou o Senhor e quando alguém era mordido por alguma serpente, ao olhar para a de bronze, era sarado (v.9).

Jesus levantado como a serpente de bronze

Em João 3:14-15 lemos: “E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, para que todo o que nele crê tenha a vida eterna”. Moisés fez uma réplica de uma serpente venenosa, ou seja, era uma serpente feita de bronze, logo sem veneno. Deus enviou seu Filho, Jesus Cristo, em semelhança de nossa natureza humana pecaminosa, a fim de apresentá-lo como sacrifício por nosso pecado, mas sem pecado (Rm 8:3).

Quando Jesus disse que importava que Ele fosse levantado, estava indicando o tipo de morte que haveria de sofrer: levantando para morrer em uma cruz (Jo 8:28; 12:32-34), do mesmo modo que a serpente de bronze fora levantada em uma haste.

A batalha entre o descendente e a serpente

Voltando a Gênesis, no capítulo 3, versículo 15, Deus diz: “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”. A serpente é Satanás (cf. Ap 12:9) e esse descendente prometido é Jesus (Hb 2:14-15). Na cruz, Jesus sofreu a ferida mortal de Satanás, porém foi na mesma cruz que Satanás foi derrotado! Parece que o jogo virou, não é mesmo? Por Sua morte Ele destruiu aquele que tem o poder da morte!

“Olhai para mim e sede salvos”

É importante ressaltar: toda a humanidade está em pecado (Rm 3:23)! A questão é de vida ou morte. Muitos podem estar atordoados pelo efeito do pecado, voltando-se para o mundo e seus prazeres por exemplo. Mas hoje temos a oportunidade de voltar o nosso olhar para Aquele que pode nos salvar! Graças a Deus há esperança!

Em Isaías 45:22 lemos: “Olhai para mim e sede salvos, vós, todos os limites da terra; porque eu sou Deus, e não há outro”. O povo no deserto pode ser salvo do veneno das serpentes abrasadoras ao olhar para a serpente de bronze e hoje nós podemos ser salvos do pecado ao olhar e crer na obra redentora de Jesus (Rm 10:9, 13).

Jesus disse em Lucas 5:31-32 disse: “Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes. Não vim chamar justos, e sim pecadores, ao arrependimento”. Portanto você precisa reconhecer sua condição enferma: que é pecador e que comete pecados. Com esse diagnóstico, é preciso crer que Jesus levou sobre si os seus pecados na cruz. Então você pode clamar: “Cura-me, Senhor, e serei curado, salva-me, e serei salvo”! (Jr 17:14).

“Ele mesmo carregou nossos pecados em seu corpo na cruz, a fim de que morrêssemos para o pecado e vivêssemos para a justiça; por suas feridas somos curados” (1 Pe 2:24 –  NVT).

Recomendações finais

Uma vez que você tomou posse do antídoto, da obra redentora de Cristo, você não está mais condenado à morte. Você agora é filho de Deus (Jo 1:12). Porém ainda cometerá pecados, pois o pecado habita em você. O que fazer? Não desanime! O antídoto está disponível de uma vez por todas, a redenção é eterna (Hb 9:12)! Sempre que pecar, volte-se ao Senhor Jesus, confesse os pecados, arrependa-se e aplique Seu sangue (1 Jo 2:1-2). Por fim busque progredir como um filho de Deus, ter mais intimidade com o Pai, permitir que Cristo viva em você e ser guiado pelo Espírito (Rm 8:14-17).

Deixe seu comentário