É como se fosse inevitável, o ano mal começa e nós já nos pegamos fazendo promessas e planos que nunca conseguimos cumprir totalmente. Se você já fez a sua listinha para 2016, tudo bem, mas espero que até o fim desse texto você se desapegue dela e entenda o que realmente vale a pena.

A questão é que, apesar de na virada de anos anteriores termos feito promessas que até hoje não conseguimos cumprir, nós continuamos acreditando que um ano novo significa uma vida nova. E ainda, nós, jovens, temos essa velha mania de “entrar de cabeça” nas coisas, então nos entregamos aos nossos planos e ideias no início, mas logo vamos percebendo que as coisas são mais difíceis que podíamos imaginar, e então desanimamos e alimentamos aquele sentimento “eu nunca consigo terminar o que começo”. Nesse ritmo, pode ser que já tenhamos prometido várias vezes que iríamos ler a Bíblia em um ano, mas não passamos da história de Noé. (Falando nisso, dê uma olhada nesse outro texto aqui quando acabar).

Mas as coisas não têm que ser assim.  Nós servimos a um Deus que conhece o nosso coração corrupto (Jr 17:9), então Ele sabe que pode ser 2010, 2015 ou 2020 e nós continuamos cheios de imperfeições, mas Ele é um Deus que maravilhosamente se renova a cada manhã e deseja que nós desfrutemos dessa graça com Ele.

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade.” (Lamentações 3: 22-23)

Assim, podemos olhar para tudo que precisamos e queremos fazer neste ano (que mal começou) e anotar, planejar, pedir ajuda aos amigos, fazer promessas e tudo isso só vai resultar em desânimo e frustração. Mas, se todas as manhãs olharmos para o nosso Senhor e não para nós mesmos, consagrarmos o nosso dia e o nosso coração, aí seremos como a árvore plantada à beira das águas:

“Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como a planta nova.” (Jó 14: 7-9)

Somos muito falhos ao acreditarmos mais no poder de renovação de uma virada de ano, do que no poder do nosso Deus:

“Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia.” (2 Co 4:16)

“O que é já foi, e o que há de ser também já foi; Deus fará renovar-se o que se passou.” (Ec 3:15)

“Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” (Jr 40: 30-31)

Por isso, se todas as manhãs, buscarmos ao Senhor em oração e nos consagrarmos a Ele, nós não vamos precisar trabalhar para Deus durante o nosso dia, mas Ele poderá, enfim, trabalhar em nós e, assim, espontaneamente cumprir o desejo de Seu coração.

A você eu desejo não um “Feliz ano novo”, mas um abençoado dia na presença do nosso Senhor, e assim nós nos tornamos em pessoas que vivem a cada dia, uma vida nova.

“Peço que todas as manhãs tu me fales do teu amor, pois em ti eu tenho posto a minha confiança. As minhas orações sobem a ti; mostra-me o caminho que devo seguir! Ó Senhor Deus, livra-me dos meus inimigos, pois em ti encontro proteção! Tu és o meu Deus; ensina-me a fazer a tua vontade. Que o teu Espírito seja bom para mim e me guie por um caminho seguro!”

Salmos 143: 8-10 (NTLH)

Deixe seu comentário