Olá querido jovem, tudo bem? Esperamos que sim.  E se a resposta for não, então esperamos que depois de ler esse texto você seja renovado e encorajado, e perceba que a resolução dos seus problemas está acima das suas capacidades, mas bem mais fácil do que parece!

Obviamente você, como todo mundo, possui problemas. Eles são, em sua maioria, coisas subjetivas, logo não é ideal se medir um. O mesmo problema pode ter um peso para uma pessoa e outro para outra. Até mesmo uma criança os tem, e, para ela, os seus podem ser maiores que os de qualquer um. Mas, a maior dificuldade que enfrentamos não são os problemas em si e sim como resolvê-los. Ou seja, uma vez que os problemas são inerentes a todos os seres humanos e também inevitáveis, o que se torna crucial é como solucionar esses contratempos que surgem em nossas vidas.

Problemas expõem nossas fraquezas. Algo que não conseguimos resolver por nós mesmos, ou de imediato, é um problema. Alguns nos dão dores de cabeça e muita preocupações, não é mesmo? Mas quero te dizer algo: Deus quer batalhar por você! E a Bíblia é o livro que nos mostra isso.

Em 2 Crônicas, no capítulo 20, vemos uma passagem muitíssimo rica e encorajadora, que visa nos levar a orar e deixar Deus batalhar por nós. Nesse capítulo vemos Josafá, rei de Judá, indo à frente dos reinos de Judá e de Jerusalém numa batalha contra os filhos de Moabe e Amom. Quando se preparavam para a batalha, alguns vieram a ele e lhe avisaram que numerosa multidão viria contra eles e Josafá, então, teve medo (2 Cr 20:1-2).

Contudo, a atitude do rei e de todo o povo, mesmo diante do medo, não foi de fugir, nem de batalhar sozinho. Antes, eles puseram os joelhos em terra, clamaram ao Senhor e oraram (vs. 3-5). Deus então os ouviu, desceu até eles e lhes falou por meio de profetas que não temessem, pois o SENHOR os livraria (vs. 14-15). O mais impressionante nessa história é que Deus não os deixou guerrear. Ele mesmo disse que batalharia por eles. O Seu desejo era que apenas se pusessem de pé diante do inimigo e não temessem, pois o Senhor era com eles (v. 17).

Depois de receber essa orientação, o povo novamente orou (v. 18) e adorou ao Senhor. No dia seguinte saíram ao deserto para encontrar seu inimigo. Os profetas e sacerdotes de Deus profetizavam e encorajavam o povo a louvar a Deus com cânticos e orações, para que rendessem graças. Quando Judá chegou ao alto do deserto, ao longe, procurou ver a numerosa multidão que os aguardavam, vendo apenas cadáveres que já estavam mortos por causa de uma emboscada que Deus havia preparado. Eles então desceram para saquear aquele povo. As riquezas encontradas ali foram tão grandes que levaram três dias para apanhar tudo (v. 21-25).

Dessa passagem, jovens, conseguimos extrair diversas lições para nossa vida. Mas a principal delas é o poder da oração. Se você sente dores, está enfrentando gigantes, ou talvez problemas que parecem uma numerosa multidão, saiba que Deus quer batalhar por você. Você só precisa dobrar seu joelhos e orar. O apóstolo Paulo exorta o jovem Timóteo para que antes de tudo orasse (1 Tm 2:1). Deus deseja te mostrar que a sua própria força nada lhe trará, mas sim que se lembre que tudo provém Dele (Dt 8:17-18). Ele também não deseja que eu e você confiemos em nossa própria justiça, pois ela não passa de trapos de imundícia (Is 64:6).

Jovem, busque ter uma experiência de prostrar seu rosto em terra e orar. Prostrar seu rosto não significa aqui necessariamente colocar seu rosto na terra, mas sim, humilhar-se diante de Deus, reconhecer sua fragilidade e fraquezas, e buscá-Lo acima de todas as coisas. Busque esse contato com Deus, de se esvaziar e se dar à Ele, que Ele te ouvirá e aparecerá a você.

Certamente Ele quer resolver seus problemas. Mas Deus não aceita dividi-lo com ninguém, nem com você mesmo. Ele quer ser a sua força. Ele deve ser a rocha firme em quem você pode confiar. Essa certeza você terá por meio da oração sincera a Deus. Experimente orar e se dispor, então você verá Deus lhe levantar diante de seus inimigos e Ele mesmo batalhará por você!

Por fim, lhe encorajo com uma frase antiga mas real: “Não diga a Deus que você tem um grande problema, diga ao seu problema que você tem um Grande Deus”.

Deixe seu comentário