A melhor notícia que podem te dar: Boa-Nova de Grande Alegria.

Por causa de algumas alterações no cronograma de leitura de livros da Conferência de Jovens, nesse mês, a boa nova é um livro maravilhoso que não podemos deixar de ler: “Boa-Nova de Grande Alegria”. Esse livro é um livro de apenas 77 páginas e que possui 17 crônicas com palavras muito práticas, objetivas. Além disso, antes de finalizar o capítulo, há uma pequena oração que te ajudará a absorver ainda mais seu conteúdo. Fim.

Não! Espera aí! Soou muito chato, não é? Nem sequer me deu vontade de ler… Uhmmm… Bom, deixe-me tentar novamente: Boa-nova de grande alegria!!

Qual foi a melhor notícia que já te deram na vida? O que te dá prazer nesta vida?

Imagine uma viagem com tudo pago para a Disney, para você e mais um acompanhante. Ou alcançar o tão sonhado diploma universitário – “Parabéns!”. Sabe aquele livro que você gosta? Fizeram um super filme sobre ele. Talvez você descobriu o amor de sua vida e é correspondido… Enfim, são diversas coisas que “alegram” nosso coração, mas todas essas são alegrias que se baseiam em situações que, com o tempo, se desvanecem.

Pense nisso: essa viagem à Disney, depois de uns dias, acabará e só restarão lembranças; esse diploma universitário não vale nada, se não tem um trabalho onde o possa exercer; tanto o livro como o filme só te garantem umas horas de satisfação, e aquela pessoa que você pensa ser o amor de sua vida pode, definitivamente, não sê-lo. “Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade” (Eclesiastes 1:2), essas foram as palavras do rei Salomão ao dar-se conta de que toda sua riqueza e sabedoria, depois de tudo, não lhe serviam para satisfazê-lo interiormente.

Triste, não? Mas a vida do homem sempre foi assim. Por séculos, filósofos e sábios por todo o mundo deram o máximo de si mesmos para encontrar as respostas para o significado da vida humana. Ainda assim, nenhuma dessas conclusões nos satisfazem. Quanto mais conhecimento ganhamos, mais sentiremos o vazio profundo em nosso interior. Lemos em Romanos 9:21-23 que o homem foi criado como um vaso, um recipiente. Então, se somos um vaso, de que estamos cheios?

Também podemos ser comparados a uma luva que foi feita para vestir uma mão. Uma é a aparência, a expressão, enquanto outra, a realidade, o conteúdo. O propósito e desejo de Deus é encher-nos com Ele mesmo. Mas Deus é santo e nós, pecaminosos, corrompidos pelo pecado. Estamos cheios também de outras coisas além de Deus. Já percebeu que você tem fome e sede espiritual? Todo o tempo tentamos satisfazer essa fome e sede com coisas como estudos, êxito profissional, enfim, pequenos prazeres terrenais e alegrias passageiras. Mas quanto mais exitosos nos tornamos, mais vazios ficamos. Buscamos satisfação em tantas coisas, porque, em realidade, estamos vazios interiormente. Tentamos isso e aquilo, mas nada pode satisfazer nossa súplica interior e nada o fará, senão Deus mesmo em Cristo.

Então, as coisas que me dão alegria e prazer sempre vão passar? Existe algo que, verdadeiramente, dure para sempre?

Quer saber a resposta? Você tem que ler esse livro!

Sabe a que se refere a frase “boa-nova”? Ela se refere a uma boa notícia, refere-se ao evangelho. Mas como o evangelho pode me dar alegria? O que é que está escrito na Bíblia que pode me alegrar que os prazeres do mundo não me podem dar ? Para começar, sabe de que se trata o evangelho? “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Essas poucas palavras usadas pelo apóstolo João foram capazes de expressar todo o sentimento de Deus para com o homem. Então, o evangelho é Cristo dado aos homens.

Jovem, creio que necessitamos lembrar de nossa condição antes de salvos: estávamos vazios, nossa vida era sem significado e estávamos cobertos de trevas. Dentro de nosso ser havia um abismo sem fim. Ainda assim, Deus quis nos resgatar e não o fez por meio de anjos ou bens materiais; Ele deu a Seu próprio Filho. O Filho unigênito de Deus é, portanto, a expressão corporal de Seu grande amor pelo homem. Pode imaginar? Você não era nada, era simplesmente um pedaço de nada indo para o lago de fogo… mas, ALELUIA, Deus em Sua infinita misericórdia te resgatou! Ele enviou a Seu único Filho à cruz – a pior das mortes – para que levasse todos os teus pecados, falhas, debilidades, enfim, toda a sua humanidade caída, para que você possa ter uma vida. Tudo o que te resta agora fazer é CRER.

Hoje, Ele é o Espírito que dá vida e está tão acessível e perto de você! Abra seu coração a Ele nesse momento, confesse que você é um pecador e experimente Seu perdão. Ore: “Senhor Jesus, abro-me a Ti! Recebo-te nesse momento. Vem para dentro de mim e seja minha vida. Louvo-te e te agradeço por ter-me criado para Te conter! Amém”.

Antes de terminar, dentre tantos, queria te contar 5 benefícios e ajudas que este livro te trará ao lê-lo:

  1. Você se sente com fome espiritual? Jesus é o pão vivo que desceu dos céus.
  2. Sente-se perdido? Ele é o pastor que buscou a ovelha perdida, é a mulher que varreu toda a casa para encontrar sua dracma perdida, é o pai que recebeu com os braços abertos ao filho pródigo.
  3. Sente assolado e vazio, como a terra antes da criação do homem? Ele é o Espírito de Deus que se move para fazer a Sua obra em você.
  4. Precisa de uma nova oportunidade? Ele possui o sangue precioso capaz de limpar-nos de todo pecado e dar-nos um novo começo.
  5. Precisa de paz no meio de tanta tormenta? É só clamar por Seu nome que Ele estará disponível.

Alguém te ama. Alguém se preocupa por você. Alguém viu algo em você, algo que ninguém pode ver. Alguém viu que você vale a pena. Alguém morreu por você e o fez por amor.

Esse alguém é Jesus e essa é a maior boa-nova que alguém te pode dar.

Texto inspirado no livro “Boa Nova de Grande Alegria“.