Você tem ouvido o chamado do Senhor? Você tem obedecido tal chamado? Sabemos que todo falar de Deus produz algo (Gn 1:3). A voz do Senhor também precisa produzir algo na sua vida. O que você tem feito? A primeira reação que devemos ter ao obedecer tal chamado é SERVIR. Muitas vezes pensamos que somos inúteis e que não temos função no Corpo de Cristo. Isso não é verdade! Satanás sabe da sua importância para Deus e ele não quer que você saiba disso. Jesus te fez com um propósito, que é servi-Lo.

O serviço a Deus pode ocorrer de duas formas:  Tanto no aspecto pessoal, que é praticado quando o Senhor te revela algo através da comunhão íntima com Ele, como também no aspecto coletivo, que é o serviço feito junto com os irmãos, exercido em coordenação.

No aspecto pessoal, o Senhor simplesmente pode nos dar dons e, através deles, podemos servi-lo. Como no serviço de música, por exemplo. Porém, o aspecto pessoal não se limita a talentos, é muito mais que isso. Está relacionado com o exercício da fé. Você pode servi-Lo na sua faculdade, por meio do seu testemunho, você pode servi-Lo no seu trabalho ao oferecer uma oração a algum funcionário/cliente que esteja com algum problema familiar, você pode servi-Lo no trânsito, tendo uma boa conduta, respeitando as leis impostas. Enfim! Servir a Deus de maneira pessoal é ser reconhecido como Filho de Deus, independentemente do que você esteja fazendo. É ser a Sua expressão aonde quer que você for.

No aspecto coletivo, é muitas vezes mais difícil, porque você não lida apenas com a sua alma, mas com a de várias pessoas. Por exemplo, ao servir com os irmãos na limpeza do local, não podemos simplesmente pegar a vassoura e ir varrendo. É necessário que haja uma coordenação na divisão dos serviços. Imagine se cada irmão pega um material de limpeza e vai limpando? Pode acontecer de limpar-se mais de uma vez o mesmo local e também de algum lugar ficar faltoso de limpeza por falta de instrução. No serviço coletivo é necessário recorrer aos irmãos e perguntar o que fazer, para não ser feito de maneira individualista.

É importante ressaltar que independente do serviço que o Senhor te incumbiu, é necessário fazê-lo pensando na pessoa Dele. Não podemos exercer nenhum serviço, por mais simples que pareça aos nossos olhos, de qualquer maneira, relaxadamente. Devemos nos lembrar para quem o estamos fazendo. Nenhum serviço deve ser feito pensando em agradar homens, usar o serviço para se destacar e se exibir. O serviço deve ser executado de maneira humilde e reconhecer que não somos capazes de exercê-lo. Todo serviço é para exaltar o nome do Senhor Jesus, por isso precisamos pedir ajuda a Ele, pois tudo que vem do nosso ser natural não O agrada, apenas quando nos abrimos e deixamos que Ele opere tudo por meio de nós. Dessa forma, nosso serviço subirá como aroma suave e será aceito pelo Senhor (Fp 4:18b). Uma pessoa prudente é aquela que vive na presença de Deus, a exemplo do profeta Isaías, quando o Senhor lhe perguntou: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?”. Ele respondeu: ” Eis-me aqui, envia-me a mim” (Is 6:8). Precisamos ser pessoas sensíveis a vontade de Deus e que atendam prontamente a Seu chamado para fazer o que Ele deseja.

Diante desses fatos, podemos concluir que servir a Deus exige esforço de cada um de nós, já que será necessário abrirmos mão da nossa natureza para ganharmos mais da vida Dele. Por isso, é necessário você buscar comunhão íntima com o SENHOR, de maneira constante, para saber discernir qual a Sua vontade e saber como cumprir o serviço. Deus não tem interesse em um membro do corpo, mas Ele está preocupado com todo o Corpo.  Ele precisa que você funcione. Portanto ao servir, não julgue os serviços dos irmãos, não coloque defeitos, saiba receber ajuda e principalmente negar a si mesmo, suas vontades e opiniões (Mt 16:24). Sirva com alegria, invocando sempre o nome do Senhor Jesus. O invocar, além de salvar você mesmo (Rm 10:13), também guardará a esfera do seu serviço. Somente dessa maneira você conseguirá ser um servo maduro e estará apto para reinar com o Senhor no mundo que há de vir.  

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão” 1 Co 15:58.

“.. Faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.” (2 Tm 4:5b)

Texto baseado no livro Servos de Deus; Bons, Fiéis e Prudentes. Livro da Editora Árvore da Vida.

Deixe seu comentário