Quando falamos de contrapartida, referimo-nos a correspondência, compensação, reciprocidade e equilíbrio. Neste texto, usaremos o conceito de contrapartida na contabilidade, o qual é bastante utilizado e indica que “para todo débito, existe um crédito”. Esta é a Contrapartida Contábil ou Método das Partidas Dobradas, descrita pela primeira vez por Luca Pacioli, em 1494.

Logo, não há devedor sem credor correspondente. Todo débito corresponde a um crédito de igual valor e vice-versa. Se aumentamos de um lado, o outro lado deve, consequentemente, aumentar. Toda aplicação (natureza devedora) tem uma origem (natureza credora).

Baseado neste conceito contábil, imaginemos que a bênção,  seja o nosso “débito”. Neste texto, você verá que a obediência é o “crédito”.

Além disso, falaremos a respeito da lei da semeadura, que trata sobre colher o que plantamos. Posteriormente, veremos como Naamã e Abraão foram abençoados. Leia!

A BÊNÇÃO E SEU CARÁTER CONDICIONAL

Podemos relacionar a bênção ou o fato de sermos abençoados com a obtenção de sucesso, prosperidade e benefícios provindos do próprio Deus. É muito usual dizermos “Que Deus te abençoe!”, “Que bênção!” e outras expressões semelhantes, com a intenção de desejar coisas boas às pessoas. De fato, é sempre muito bom ouvir palavras assim, afinal quem não deseja ser abençoado? Contudo, o simples falar de alguém que nos deseja bênção pode garantir que vamos recebê-la?

Abrindo um parêntese, não quero limitar o poder de Deus, pois se Ele bem quiser pode te abençoar para que Sua glória seja manifestada, sem que você tome qualquer atitude para isso. Cabe ressaltar, porém, que essas situações são específicas e não ocorrem tão frequentemente. O natural é colhermos o que plantamos, como veremos mais adiante no tópico “A lei da semeadura”. Fecha parêntese.

No antigo testamento, Deus pôs diante do povo a bênção e seucontrapartida oposto, a maldição, sendo que ambas possuem caráter condicional, ou seja, é preciso fazer algo tanto para receber bênção, quanto maldição.

“Eis que, hoje, eu ponho diante de vós a bênção e a maldição: a bênção, quando cumprirdes os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, que hoje vos ordeno” Dt 11:26-27

Daremos enfoque à bênção. Lembremo-nos das bem-aventuranças descritas em Mateus 5. Nessa passagem vemos que há requisitos para sermos bem-aventurados, ou seja, abençoados. Ser humilde de espírito, chorar, ter fome e sede de justiça, ser manso e ser misericordioso são alguns dos requisitos descritos neste capítulo da Bíblia. Ou seja, há uma contrapartida para a bênção.

“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.” Mt 5:1

CONTRAPARTIDA: LEI DA SEMEADURA

contrapartida

Imagine a seguinte situação: é período de provas, mas você não estudou por desleixo. Vendo a situação crítica em que está, você ora ao Senhor para ir bem na prova; nem exige muito, só quer tirar uma nota mediana, suficiente para passar. E agora, será que você será abençoado?

Como já foi falado, Deus pode te abençoar fazendo você ir bem na prova, porém, o natural é colhermos o que plantamos, ou seja, se não estudarmos, não obteremos uma boa nota. Essa é a lei da semeadura, que também funciona por contrapartida.

“(…) aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Gl 6:7b

Sendo assim, se desejamos colher, precisamos plantar, mas levando sempre em consideração que o crescimento quem dá é o Senhor (1 Co 3:6). Podemos ler em Filipenses 2: 12-13: “Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade”. Podemos resumir assim: Nós precisamos desenvolver a nossa salvação e, em contrapartida, Deus efetuará, em nós, o querer e o realizar. Ou seja, posicionemo-nos com temor e tremor a fim de que Deus realize Sua obra em nós.

 

A BÊNÇÃO É A CONTRAPARTIDA DA OBEDIÊNCIA

No capítulo cinco de 2 Reis, lemos sobre Naamã, comandante do exército do rei da Síria. Era um homem muito importante para o seu rei, porém leproso. Ouvindo que havia um profeta em Israel que podia curá-lo, foi até lá a fim de ver-se livre da lepra. O profeta Eliseu ordenou, por meio de um mensageiro, que Naamã fosse se lavar sete vezes no rio Jordão para então ser curado (versículo 10). Porém, sua reação foi de indignação. Vejamos:

“Naamã, porém, muito se indignou e se foi, dizendo: Pensava eu que ele sairia a ter comigo, pôr-se-ia de pé, invocaria o nome do SENHOR, seu Deus, moveria a mão sobre o lugar da lepra e restauraria o leproso”. 2 Rs 5:11

Não bastava estar disposto a ser curado, Naamã precisava obedecer à palavra do profeta e crer na cura. Aqui vemos de novo a contrapartida: a cura vem de Deus, porém é preciso tomar uma atitude para ser curado. Portanto, não basta estar disposto a receber a bênção, é preciso crer e obedecer à palavra.

Ainda sobre a obediência, temos o exemplo de Abraão. Crer e obedecer implicaram em grande mudança na sua vida, como deixar o conforto da casa de seu pai e seu país (Gênesis 12).  A promessa é o elemento extra da relação obediência e bênção neste exemplo. Por ter fé na promessa, obedeceu e por obedecer foi abençoado.

“Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia” Hb 11:8

“(…)porque Abraão obedeceu à minha palavra e guardou os meus mandados, os meus preceitos, os meus estatutos e as minhas leis. ” Gn 26:5

Ainda sobre promessa, Efésios 6:1-3 fala acerca de uma ligada à obediência, vejamos: “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra”. Aqui os mesmos elementos aparecem: obediência, promessa e bênção (ir bem e ter longa vida sobre a terra).

E você, caro leitor, quer ter vida longa e que tudo corra bem para você? Honre seus pais. Está disposto a ter uma mudança de vida para ser abençoado? Assim como ocorreu a Abraão, deixe sua zona de conforto, que é a situação na qual você se encontra quando é impedido de avançar na vida espiritual.

Como vimos, crer e obedecer são fundamentais para isso. Creia e obedeça à palavra de Deus!

Se você gostou do que leu, comente, curta e compartilhe nas redes sociais. Assim você nos dá um feedback e outras pessoas poderão ser beneficiadas por este texto.

Por fim, eis um desafio: nos comentários, ajude-nos listando alguns versículos da Bíblia que apresentem promessas relacionadas à obediência. Que tal?

Até a próxima e que Deus te abençoe!  🙂

 

Deixe seu comentário