Você já venceu os piores dias.

Aliás, Ele já venceu em você os piores dias até aqui. 

Os vales, as dores, as feridas, os medos. 

Aquilo que ninguém sabe.

Só você e Ele.

Aquilo que no secreto você despiu.

Rogou.

Ele venceu.

 

As enchentes de choro, os joelhos roxos, 

a hemorragia na alma,

a paralisia espiritual,

a cegueira aguda que te impediu de festejar os dias bons.

Essa cicatriz é a prova.

Ele curou.

Ele venceu.

 

Já cessou a guerra,

já não se ouve barulhos que sacodem os céus em trovões e raios. 

Findou-se na escuridão.

E no céu já raia a luz.

O sol.

 

A sua fé pode descansar no caráter do Deus Triúno.

E agora, você repousa nos braços que formaram Adão. 

No amor Daquele que se doou em cada átomo. 

Você está nas mãos que foram perfuradas para jorrar vida em você.

Vida.

 

Então, viva a vida que foi introduzida nas suas veias.

O jato do sangue de Cristo expurga o sangue pisado,

a morte, o pecado.

Passado é passado.

Raia o sol e tudo se faz novo.

Eis a vida.

 

Ele que nunca falhou, falharia agora?

O sol já raia.

Venha e veja.

Abra as janelas.

Já está tudo bem.

 

Aquele que venceu outrora.

Sai vencendo e para vencer.

Outra vez.

Raia o sol.

 

Veja, são os raios que rasgam o céu, é a aurora que antecede a glória.

É ele que vem brilhando com força, SOL!


Colaboração enviada por Lais Oliveira. Envie sua Colaboração para o Eu Vos Escrevi! Para saber como, clique aqui.

Deixe seu comentário