Tão doces são as experiências junto ao Senhor e pouco paramos para reparar que muitas das situações amargas que passamos são para nos levar a desfrutar dessa doce presença. Entretanto, torna-se difícil confiar quando as circunstâncias e todos falam o contrário. Muitas vezes você pode até ter certeza de algo no seu espírito, mas os dias passam, você olha para as probabilidades, escuta opiniões e acaba esquecendo de que a especialidade de Deus é o milagre.

A Palavra do Senhor é o caminho que nos faz provar sua doçura tantas vezes!

A situação independe. Nas ruins, como disse acima, é difícil confiar. E nas fáceis, você já parou para pensar? A facilidade também pode tornar as coisas difíceis. Quando tudo está claro e favorável demais, como você age? Você também confia na palavra?

Certo dia, ao fazer minha leitura bíblica diária, o Senhor chamou minha atenção para um texto e fiquei impressionada com a história de um homem que achou graça diante de Deus. Mesmo no meio de uma geração que entristeceu o coração do Criador a tal ponto Dele se arrepender de haver criado o homem (Gn 6:6), havia um homem diferente: estou falando de Noé.

“Eis a história de Noé. Noé era homem justo e íntegro entre seus contemporâneos; Noé andava com Deus.” (Gn 6:9)

Tenho aprendido a cada dia que a capacidade de tornar a situação “doce” independe de nós e que isso somente é possível se andarmos com Deus e depositarmos nossa confiança Nele e na Sua Palavra. É exatamente isso o que consigo ver na história de Noé após o fim do dilúvio. Veja Gênesis 8:

“Ao cabo de quarenta dias, abriu Noé a janela que fizera na arca e soltou um corvo, o qual tendo saído, ia e voltava até que se secaram as águas de sobre a terra. Depois soltou uma pomba, para ver se as águas teriam minguado da superfície da terra; mas a pomba, não achando onde pousar o pé, tornou a ele na arca; porque as águas cobriam ainda a terra. Noé, estendendo a mão, tomou-a e a recolheu consigo na arca. Esperou ainda outros sete dias e de novo soltou a pomba fora da arca. À tarde, ela voltou a ele; trazia no bico uma folha nova de Oliveira; assim entendeu Noé que as águas tinham minguado de sobre a terra. Então, esperou ainda mais sete dias e soltou a pomba; ela porém, já não tornou a ele. Sucedeu que, no primeiro dia do primeiro mês , do ano seiscentos e um, as águas se secaram sobre a terra. Então Noé removeu a cobertura da arca e olhou, e eis que o solo estava enxutoE, aos vinte e sete dias do segundo mês, a terra estava seca. Então, disse Deus a Noé: Sai da arca, e, contigo, tua mulher, e teus filhos, e as mulheres de teus filhos.” (Gn 8:6-16)

Você consegue perceber o mesmo que eu? Noé usou toda a sua sabedoria humana, mas aguardou a palavra de Deus para agir. Esse é um ponto que  me impressiona. 

Veja bem… a chuva já havia cessado e Noé esperava pela oportunidade de poder sair da arca. O que ele fez então? Ele enviou aves para que pudessem vasculhar a superfície e lhe indicar o reaparecimento de terra firme. Quando uma das pombas não retornou, aquilo era o sinal de que a água havia secado.

Naquele momento, Noé poderia ter tomado a iniciativa de sair. Porém, assim como Deus havia selado a arca, o correto também seria Deus abri-la. Por isso, mesmo depois de usar sua sabedoria e perceber que a terra seca havia ressurgido, Noé aguardou o comando de Deus.

Jovem, você usa sua sabedoria para agir de forma independe ou você confia no Senhor?

Noé utilizou a sabedoria humana ao enviar o corvo e a pomba para certificar o nível da água, visto que eles só pousariam em terra firme, já seca. Mesmo com essa sabedoria, Noé aguardou o direcionamento do Senhor e somente após ordenado por Deus saiu da arca juntamente com sua família.

Jovem, assim como Noé, temos de aprender a confiar em Deus mesmo quando tudo parece óbvio demais. Os nossos passos só podem ser dados após a direção indicada pelo Senhor, mesmo quando tudo indique que já é seguro agir!

[…] temos de aprender a confiar em Deus mesmo quando tudo parece óbvio demais.

Se parece fácil e tranquilo, isso não quer dizer que temos de agir sozinhos. Mesmo em uma situação como essa, temos de confiar em Deus e na Sua Palavra. 

Amados, perseveremos em ouvir a voz de Deus, andar com Ele e provar sua doçura, mesmo quando as decisões corretas nos parecem claras o suficiente

Doce é confiar em Cristo! Eu tenho provado e desejo que você também prove!

“Em Jesus, precioso Amigo,

Aprendi a confiar;

Hoje Ele está comigo,

E jamais vai-me deixar.”

(Hino Doce é confiar em Cristo)

Deixe seu comentário