Nos últimos meses tenho tido a incrível experiência de desfrutar de livros com conteúdo espiritual e de mensagens ministradas por irmãos da igreja. No decorrer disso, perguntei ao Senhor o que Ele esperava de mim, e então, pude ter respostas de perguntas que antes angustiavam o meu coração. Quantas vezes você questionou o Senhor acerca do que Ele tem feito em sua vida? Quantas você orou pela mesma situação e teve a impressão que Ele não o ouvia?

Antes de mais nada, quero tranquilizá-lo: esse conflito é muito comum ao cristão. Em determinadas fases da vida, principalmente quando passamos por situações mais sérias, podemos ter a sensação que o Senhor se afastou, que Ele não nos ouve ou que não quer nos responder.

Nós jovens temos uma dificuldade muito grande de aceitar que as coisas não acontecem no tempo que queremos. Oramos ao Senhor e ousamos dizer: “Senhor, a partir de agora isso está em suas mãos”, mas basta alguns dias sem a resposta que já queremos tomar frente das coisas, ignorando o fato de que o Senhor é Deus, e por mais que tracemos planos para as nossas vidas, a resposta certa vem dos lábios Dele (Provérbios 16:1).

O mundo contemporâneo preza muito pela rapidez, basta olharmos ao nosso redor e veremos as coisas acontecendo de forma acelerada, comprometendo nossa comunhão com o Senhor e, consequentemente, nossa vida espiritual. Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu (Eclesiastes 3:1), mas a pressa imposta pelo mundo pode nos fazer duvidar de que Deus está no controle de todas as situações que ocorrem em nossas vidas. 

Não sejamos aqueles que precisam “ver para crer”, creiamos e então veremos. Os gregos buscavam sabedoria, os judeus pediam sinais (1 Coríntios 1:22). E nós? O que buscamos quando nos achegamos a Ele?

Hebreus 11:1 diz: “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se veem”. Nosso viver com Jesus não pode ser de dúvidas, precisamos crer que Ele não falha em Suas promessas, não falha com os Seus, e nós somos Dele!

E continua: “Pois, pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho” (v. 2). Que possamos viver cada dia mais na esfera onde encontramose Deus: a esfera da fé, pois pela fé: 

  • o universo foi formado pela palavra de Deus (v. 3); 
  • Abel ofereceu sacrifício excelente (v. 4); 
  • Enoque foi trasladado por Deus (v. 5); 
  • Noé foi instruído acerca de acontecimentos que ainda não se viam (v. 7); 
  • Abraão obedeceu e partiu confiando na promessa de Deus (v. 8); 
  • Sara foi mãe (v. 11).

“De fato, sem fé é impossível agradar a Deus” (v. 6). Querido jovem, o Senhor jamais nos abandona. Ele inclina Seus ouvidos para nós quando invocamos Seu doce nome. Portanto é necessário estarmos no Espírito e exercitados na fé. Assim, teremos confiança em relação ao tempo e as respostas de perguntas que fazemos a Ele.  

Nossa base é a Palavra e ela não falha. O imediatismo não pertence a uma geração santa, que possui o poder da Cruz.

Colaboração enviada por Ana Carolina Dias


Leia também:

Faça-se Tua vontade

Fé, amor e esperança em meio às incertezas

A prova da fé | Série A Vida que Vence (4)

Deixe seu comentário