Em todos os lugares, sempre há alguém que se destaca. No meio de uma multidão, você sempre vai encontrar uma pessoa incrível. Aquela que fala com autoridade, que influencia outros e, não importa qual seja o problema, ela sempre vai dar a solução, e muitas vezes, em poucas palavras. Você conhece alguém assim?

Até posso dizer que conheço pessoas que possuem autoridade, que ao falar demonstram muita eloquência, mas existe apenas uma que eu posso chamar de incrível… Essa pessoa é Jesus! Quer saber o porquê?

Veja só o que Ele fez…

No evangelho segundo Marcos vemos uma situação em que Jesus, após ensinar muitas coisas às multidões, decidiu passar de uma margem a outra em um barco, enquanto outros O seguiam em diferentes barcos. De repente, vem uma forte tempestade com ventos e as águas já estavam enchendo os barcos. As pessoas começaram a se desesperar e, enquanto isso, Jesus estava tranquilo e deitado sobre um travesseiro (4:35-41). Imagine a cena. Você certamente se desesperaria também, não é verdade?

Despertaram Jesus e perguntaram: “Mestre, não te importas que morramos?” (v. 38). Ao ouvir isso, Jesus se levantou e de forma simples disse “Aquiete-se! Acalme-se!” (v. 39) e pronto. Não precisou dizer mais nada e a tempestade se acalmou.

“Então perguntou aos seus discípulos: ‘Por que vocês estão com tanto medo? Ainda não têm fé?’” (Mc 4:40)

Diante das fortes tempestades em nossa vida, qual é a nossa reação? Será que confiamos mesmo que Jesus é essa pessoa incrível que pode fazer todas as coisas? Cremos realmente que através de uma simples palavra ele pode controlar céus e terra? Temos de verdade fé Nele ou ainda questionamos “Mestre, não te importas que morramos”?

Em Marcos 5 vemos outra situação muito impressionante. “Eles atravessaram o mar e foram para a região dos gerasenos. Quando Jesus desembarcou, um homem com um espírito imundo veio dos sepulcros ao seu encontro” (v. 1 e 2).

O homem geraseno vivia nos sepulcros, que eram cavernas. Ali não era lugar para se viver, mas ele estava cheio de espíritos imundos, uma legião de demônios. A vida dele estava encerrada, perdida. Provavelmente estava separado da família, dos amigos e da sociedade. Era um morto-vivo morando no cemitério, sem esperança e sem perspectiva (v. 3). É isso o que o inimigo de Deus faz com as pessoas. Satanás vem para destruir suas vidas.

Ninguém podia fazer coisa alguma por aquele homem. Não podiam salvá-lo ou ajudá-lo de alguma forma. Então, tentavam prendê-lo. Porém, a situação estava tão tenebrosa que os demônios se manifestaram com fúria, a ponto de romper as correntes e quebrar as cadeias (v. 4). Ele estava incontrolável. Ele precisava conhecer alguém incrível, que pudesse livrá-lo dessa situação.

Quando aquele homem possuído pelo demônio viu Jesus, prostrou-se diante Dele. E mais uma vez, Jesus, com poucas palavras, expulsou aquele que estava estorvando o geraseno. “Saia deste homem, espírito imundo” (v. 6-8).

“(…) os espíritos imundos saíram e entraram nos porcos. A manada de cerca de dois mil porcos atirou-se precipício abaixo, em direção ao mar, e nele se afogou.” (v. 13)

Somente Jesus podia transformar a vida desse homem. Assim Ele também faz conosco. Não importa a condição em que estamos, Ele é essa pessoa incrível! Ele é o Libertador! O Único que possui total poder para nos livrar e salvar. E o que você acabou de ler é apenas um pouco de tantas outras coisas que Ele pode fazer. E então, alguma dúvida de que Jesus é essa pessoa maravilhosa?

Colaboração enviada por Ana Ruth Simão Rocha. Disponível em inglês no blog Love in Words. Você pode acessá-lo clicando aqui.

Em tempo: todas as referências bíblicas são da Nova Versão Internacional.

Deixe seu comentário