Perdoar vem do latim perdonare (de per [para] + donare [dar]), ou seja, perdoar, na sua origem, significa para dar. Perdão é o ato pelo qual uma pessoa é desobrigada de cumprir o que era seu dever ou obrigação por quem competia exigi-lo; absolvição.

Perdão de Deus para o Homem

O maior modelo de perdão que temos é o próprio Senhor Jesus. Não há exemplo mais excelente que esse. Deus entregou o Seu único Filho, “no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça” (Ef 1:7). Nesse versículo vemos a palavra remissão, que é o mesmo que perdão. E, com o sangue, podemos nos lavar de todo pecado:

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 Jo 1:9).

O Senhor Jesus, de fato, nos perdoa dos nossos pecados. É tão completo o Seu perdão que Ele Se esquece de tudo aquilo que já confessamos! É importante ressaltar que não é que o Senhor tem uma memória ruim, mas Ele liberta a pessoa perdoada da dívida do seu pecado, isto é, cessa de imputar a culpa desse pecado à pessoa perdoada.

Miqueias 7:18 diz-nos: “Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgressão do restante da tua herança? O Senhor não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia”.

E não para por aí!

Continua no versículo 19: “Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniquidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar”. Este é o perdão de Deus para com o homem. Ele tem prazer nisso e não guarda rancor, tampouco mágoas.

Por causa do infinito amor e misericórdia do Senhor, você pode se arrepender e confessar seus pecados diante Dele e Ele irá perdoar. Graças ao Senhor podemos receber de graça esse perdão!

O Perdão do Homem para seu Próximo

Querido leitor, vamos falar agora do perdão do homem para o seu próximo.

Qual tem sido a sua atitude para liberar o perdão para o seu próximo? O perdão está no seu coração?

Diversas vezes, a nossa atitude diante do conflito entre perdoar ou não alguém é de analisar bastante a situação, ver quem está certo ou errado, buscar o máximo de justificativas para se defender, a fim de mostrar quem tem a total razão. Aí está o perigo em tudo isso: o orgulho. Esta é a maior dificuldade para liberar o perdão.

Quando não há o perdão, todo mau sentimento vai se desenvolvendo até se tornar um gigante dentro de você. A princípio, tais sentimentos são como a raiva, rancor, tristeza, dureza de coração e vão ocupando cada vez mais espaço dentro de você.

Há quanto tempo você não pede perdão para alguém?

O perdão é renunciar a si mesmo e a sua opinião. Nós tendemos ao individualismo, egoísmo, ao passo que o perdão exige sair da nossa condição e alcançar o outro. Não é uma atitude fácil! No entanto, o Senhor fala para sermos imitadores Dele: “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados” (Ef 5:1).

Nós fizemos por merecer o perdão de Deus? Absolutamente não. Então, nosso ofensor também não precisa fazer por merecer nosso perdão. É importante que cada um se veja sendo perdoado por Deus ao perdoar o seu próximo (Mt 6:14-15).

Observe os seguintes versículos de quando Pedro perguntou a Jesus sobre a quantidade de vezes que deveria perdoar a seu irmão:

“Então, Pedro, aproximando-se, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete” (Mt 18:21-22).

Ao dizer que devemos perdoar “setenta vezes sete”, o Senhor estava dizendo que devemos perdoar sempre, sem esmorecer.

Sabe o que acontece quando não perdoamos alguém?

Quando não perdoamos alguém, o próprio inimigo de Deus se aproveita disso, porque ele não quer que você se humilhe e peça perdão ao seu próximo. Segunda Coríntios 2:10-11 nos fala isso: “A quem perdoais alguma coisa, também eu perdoo; porque, de fato, o que tenho perdoado (se alguma coisa tenho perdoado), por causa de vós o fiz na presença de Cristo; para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios”.

Porém, quando liberamos e recebemos o perdão, um enorme peso é tirado de nós, somos realmente libertos! O perdão vai muito além de uma boa atitude entre as pessoas e de desculpar alguém. É mais profundo, é expressão do amor de Deus! Nós precisamos do perdão e não podemos viver sem.

Exemplo bíblico de um homem que perdoou aos seus irmãos é o de José. Aos dezessete anos foi vendido como escravo pelos seus irmãos (Gn 37:28). Levado ao Egito, serviu como escravo, foi encarcerado e castigado injustamente; contudo, no tempo de Deus, foi exaltado e tornou-se governador do Egito.

Nesse período, a terra toda sofria com a fome (Gn 41:57), exceto o Egito, que havia armazenado mantimentos durante os sete anos de “vacas gordas”. Então, os irmãos de José foram comprar cereais e ele, sem qualquer sentimento de rancor, viu o arrependimento deles e recebeu-os com lágrimas e afeto:

“E, lançando-se ao pescoço de Benjamim, seu irmão, chorou; e, abraçado com ele, chorou também Benjamim. José beijou a todos os seus irmãos e chorou sobre eles; depois, seus irmãos falaram com ele” (Gn 45:14-15).

José demonstrou carinho pelos seus irmãos e os recebeu com um abraço, pois viu que tudo aquilo estava nos propósitos do Senhor!

Perdão: e agora, o que fazer?

Se você foi tocado e lembrou-se de alguém para quem quer pedir perdão, faça uma oração de forma que abra, totalmente, o seu coração para o Senhor e se liberte de todo orgulho que te impede de liberar o perdão.

Não importa se você acredita que tem toda a razão, “antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou” (Ef 4:32). O perdão não vem por merecimento, mas sim por um ato de compaixão e benignidade.

Experimente você mesmo, não deixe passar um dia sem perdoar o seu próximo e permita que o poder remissor de Deus transforme a sua vida.

Se você gostou do texto, lembre-se de compartilhá-lo nas suas redes sociais com seus amigos. Há jovens, irmãos e irmãs que podem se beneficiar desse post.

Além disso, queremos saber sua opinião a respeito deste texto, por isso, deixe seu comentário abaixo. Conte-nos uma experiência que o Senhor te deu sobre o perdão. Como você se sentiu depois de perdoar? Lemos todos os comentários e respondemos sempre que possível. Esperamos sua participação.

Jesus é o Senhor!

Deixe seu comentário