“Uma mulher virtuosa em construção” é um livro publicado pela Editora Árvore da Vida e contém, em suas 160 páginas, ensinamentos valorosos para as mulheres cristãs, todos eles erigidos sob o mais sublime fundamento, a Palavra de Deus.

É um livro que tem o poder de nos levar a uma profunda reflexão sobre nós mesmas, sobre como estamos conduzindo nossa vida humana e espiritual e sobre nosso papel dentro do plano de Deus.

Ao abordarem, de forma prática, aspectos determinantes para a construção do caráter de uma mulher segundo o coração de Deus, as autoras, Shana Dong e Débora Pizarro, nos possibilitam fazer uma confrontação entre o nosso atual caráter e o caráter de uma mulher virtuosa.

Dividido em quatro partes que abordam, respectivamente, a mulher virtuosa de Provérbios 31, a mulher e a sua vida espiritual, mulheres cuidando de mulheres e, por fim, o relacionamento com a liderança da igreja, o livro traz um panorama completo sobre o processo de transformação da mulher cristã e sobre sua posição no serviço à igreja.

Ao final de cada subtítulo, através de proposição de questões, reflexões baseadas em versículos bíblicos e orações específicas, as autoras nos induzem à fixação e reflexão do conteúdo abordado.

Sem a intenção de esgotar as riquezas contidas na obra, passemos a um breve resumo de seus capítulos:

A MULHER VIRTUOSA DESCRITA EM PROVÉRBIOS 31

 

“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas joias”. (Pv 31:10)

Pode ser que você já tenha ouvido falar dessa mulher, ou não. Mas, afinal, como ela é? E como ser como ela é? A mulher virtuosa possui características elevadas que a tornam a mais bela e perfeita entre todas as mulheres, características de altíssimo valor para Deus, obtidas através de Seu Santo Espírito que habita em nós.

A mulher virtuosa fala com sabedoria.

Falar com sabedoria é proferir palavras que edificam os que as ouvem (Pv 14:1). Como mulheres de Deus, não podemos ter uma conduta que manche o testemunho do Senhor. Nosso falar deve ser santo, não podemos nos prestar às fofocas, gritarias e murmurações. Para isso, ouvir o Senhor é vital, pois é Ele quem nos concede sabedoria (Tg 1:5), é na comunhão com Ele que nos tornamos mulheres prudentes no falar e no agir e nos tornamos boas ouvintes, a fim de ajudar os que precisam de nós.

A mulher virtuosa é confiável.

Primeiro vamos deixar claro que a fonte da nossa credibilidade sempre será um viver firmado na verdade, que é o próprio Senhor Jesus (Jo 14:6a). Uma mulher que conhece verdadeiramente ao seu Senhor é responsável, obediente, não se veste de qualquer jeito, anda sob a luz divina (Ef 5:8-9) e transmite um testemunho que glorifica a Deus.

A constante comunhão com Deus a torna sábia para discernir todas as coisas e lhe dá maturidade espiritual. Deste modo, Deus pode confiar nela, assim como confiou em Jesus e a Ele entregou grandes responsabilidades, dentre elas o destino da nossa vida! Deus pode confiar em nós quando nós confiamos totalmente Nele (Ef 4:14)!

A mulher virtuosa não é preguiçosa.

A preguiça nos impede de gozar as bênçãos do Senhor (Pv 13:4), ou seja, para obtê-las, precisamos ter disposição. A mulher virtuosa é disciplinada, isto é, não fica aguardando a vontade – motivação – surgir para fazer suas obrigações, ela executa todas as suas tarefas com zelo e sem murmuração (Jr 48:10).

 Ela conduz sua rotina através de prioridades, e a principal delas é a comunhão com Deus. Uma dica apresentada para fazermos todas as coisas com excelência é: não fique a olhar o jardim de sua vizinha, cultive e regue o seu! Aja em favor de sua vida!

A mulher virtuosa é responsável.

Por termos muitas funções a desempenhar em nossas famílias, trabalhos, estudos e na igreja, dar conta de todas elas exige organização e responsabilidade. Se queremos ter êxito em todas essas obrigações, precisamos determinar o centro de nossa vida, que servirá como ponto de sustentação para todas as coisas que precisamos fazer. Esse centro é Cristo, tudo deve girar ao redor Dele.

Precisamos assumir responsabilidades e executá-las centradas em Cristo.

A mulher virtuosa é forte e segura.

Ela é forte, pois está firmada na Rocha, que é Cristo e não somente ouve Suas palavras, mas também as pratica (Mt 7:24-25). Diante das dificuldades, confia em Deus e não permite que sua fé e esperança sejam abaladas, mostrando-se em tudo resiliente (Jr 17:7).

A mulher virtuosa é sensível

Sabe identificar as necessidades de seu próximo, sente empatia por ele e o trata com hospitalidade (Rm 12:13). Ela busca seguir os passos de Jesus, o maior exemplo humano de sensibilidade. É, ainda, uma perfeita ouvinte e sempre está disponível para oferecer aos aflitos o consolo que recebeu de Deus (2 Co 1:4).

A mulher virtuosa é louvável

Ela possui um valor inestimável para Deus. Seu maior louvor é ter um coração belo. Precisamos saber que ter valor para o mundo e ter valor para Deus são situações distintas. Nosso louvor não está em seguirmos os padrões femininos mundanos, mas em sermos filhas de Deus, eleitas por Ele (Tt 1:1).

A mulher virtuosa escolhe adorar a Deus

Adoração é a entrega total e exclusiva do nosso ser a Deus e está relacionada à reverência – respeito – que nutrimos por Ele (Mc 12:30).

A mulher virtuosa busca a santidade

A santidade não vem do esforço humano. Ela é conquistada e envolve crescimento espiritual, portanto, podemos dizer que a obtemos pouco a pouco, conforme a natureza santa de Deus é infundida em nós (Hb 12:14; 1 Co 1:2; Rm 11:16-18).

A mulher virtuosa faz escolhas sábias

Nossas escolhas são nossa responsabilidade (Rm 8:6; Gl 6:7). A principal escolha que uma mulher virtuosa deve fazer é priorizar sua vida espiritual, pois, esta servirá de suporte para que as demais escolhas sejam feitas com sabedoria.

A mulher virtuosa teme ao Senhor

Essa é a característica mais importante de uma mulher virtuosa e o que dá base às demais virtudes apresentadas. Mas o que significa temer a Deus? O temor é um sentimento de reverência, de profundo respeito a Deus e que nos leva a obedecê-Lo e sempre agradá-Lo.

Amor, respeito, obediência e comunhão com Deus são itens interligados. Conhecê-Lo em comunhão é requisito para que todos os demais itens nasçam em nosso coração. Só amamos, respeitamos e obedecemos a alguém que conhecemos.

A IMPORTÂNCIA DA VIDA ESPIRITUAL DA MULHER 

Neste capítulo são expostos oito pontos para um viver espiritual saudável.

Em “Apareça ao encontro!”, aprendemos sobre a necessidade de separar um tempo exclusivo para nos encontrarmos diariamente com o nosso Criador, a fim de conhecê-Lo mais profundamente e de sermos fiéis nesse propósito (Sl 42:1).

“Você é o que você come!” nos traz um lembrete de que no processo de ter uma vida espiritual saudável, o alimento que ingerimos faz toda a diferença, por isso, a necessidade de nutrir-se pela palavra de Deus é constante. Se, no aspecto físico, o que comemos diz muito sobre nós; no aspecto espiritual, não é diferente, expressamos vida, se nos alimentamos da fonte da vida, que é Cristo, e morte, se nos afastamos dessa fonte (Jo 6:57b).

Aprender aquietar-se em Deus é muito importante para nós e para os que estão ao nosso redor (Sl 46:10). “Acalme as águas” destaca a necessidade de adotarmos uma postura de amortecer as coisas negativas que chegam até nós e de amplificar o que é positivo.

Nesse ponto, as autoras buscam nos conscientizar sobre o poder que nosso falar possui de agitar ou acalmar qualquer situação em nosso viver e de ferir ou curar aqueles que nos cercam. Fica claro, ainda, que encher-se do Espírito Santo é um fator determinante para ser uma mulher que inspira pelo falar.

“Sinta” ressalta que devemos estar sensíveis às necessidades alheias e, ao identificá-las, mostrar-nos acessíveis e disponíveis a ajudar. Como filhas e servas de Deus, somos instrumentos usados para levar salvação aos que estão perdidos no mundo. 

“Brilhe!” nos coloca como faróis a orientar as pessoas em um mundo de densas trevas, nos adverte a não deixarmos nossas luzes se apagarem e nos ensina algumas atitudes práticas para manter nossa chama acesa.

Em “Deixe Deus colocar as mãos” somos comparadas a vasos de barro que estão sendo moldados pelas mãos do oleiro (Rm 9:21) e lembradas de que as tribulações que nos sobrevêm são parte do processo de modelagem perfeita a que estamos sendo submetidas. Somos orientadas a nos entregar totalmente a esse trabalhar divino.

“Viva os milagres!” nos ensina que a obediência precede a bênção (Dt 28:2) e que a escolha de crer na palavra profética e obedecê-la para vivenciarmos milagres pertence a nós. A palavra profética é a direção dada por Deus ao Seu povo acerca de Seu plano, isto é, é o próprio falar de Deus sobre fatos ligados à Sua soberana vontade e que estão para acontecer. Hoje, Deus nos fala por intermédio do Espírito Santo que habita em nós e pelos Seus profetas, irmãos consagrados ao serviço a Deus.

Vida espiritual também significa vida no corpo de Cristo, que é a igreja. “Complete-se” fala que a transformação completa do cristão só se concretizará na igreja, ambiente em que o suprimento divino é dispensado através dos membros do corpo (Rm 12:4-5).

MULHERES CUIDANDO DE MULHERES

Aqui as autoras expõem princípios que devem reger o ministério de mulheres na igreja do Senhor Jesus. Alguns deles são o amor e o cuidado mútuo entre as irmãs e a total confiança e dependência de Deus no serviço à igreja. O abandono às críticas e julgamentos e a adoção de uma postura proativa no serviço também integram a lista.

Os benefícios de servir a Deus também são mencionados e incluem, por exemplo, o crescimento espiritual e  a consagração.

O RELACIONAMENTO COM A LIDERANÇA DA IGREJA

Nesse último capítulo, vemos que há uma autoridade estabelecida por Deus na igreja e que precisamos nos submeter a ela (2Co 10:8; Ef 4:11-12). São as autoridades designadas por Deus que transmitem a palavra profética e orientam o andamento da obra divina na terra.

Assim, entendemos que não pode existir rebelião em nosso meio, uma vez que ela é prejudicial a nós, à igreja e, principalmente, a Deus (1 Sm 15:23). É mostrado, ainda, que a prosperidade em nossa vida está ligada à obediência ao falar profético, ou seja, precisamos crer nos profetas de Deus.

CONCLUSÃO

Querida leitora, gostaria de encorajá-la a ingressar nesse lindo processo de transformação e dizer que, se arde em seu coração o desejo de se tornar uma mulher virtuosa, mas não sabe como, a leitura desse livro lhe é altamente recomendável! Que o nosso Senhor Jesus a abençoe ricamente e a transforme em uma mulher plena e cheia do Espírito Santo.

O livro pode ser adquirido neste link.

Ficha técnica

Autoras: Débora Pizarro / Shana Dong

Páginas: 160 págs.

Editora Árvore da Vida

Deixe seu comentário