Querido Jesus,

Até hoje me lembro de quando te conheci. Você era o meu melhor amigo, almoçávamos e íamos a todos os lugares juntos. Quando me sentia só, Você estava lá para me fazer companhia. Nós nunca nos afastávamos. Porém, houve uma época em que eu estudava tanto, que não tinha tempo de Te ver. De vez em quando, até lembrava de Você, mas pensava: “preciso continuar estudando, não tenho como parar o que estou fazendo para conversarmos”.

Foi assim até que algo inacreditável aconteceu! Conheci um estranho que não quis me falar seu nome. Ele estava muito bem vestido, disse que era representante de uma organização renomada e me ofereceu uma proposta irrecusável. Sem pensar muito, eu a aceitei e ele me levou para uma van. Porém, esse estranho era, na verdade, Satanás, seu inimigo. Então, vi que toda a proposta era uma farsa, que só queria me tirar da Sua presença. Ele me agrediu, roubou meus pertences e me deixou só, em um lugar escuro e amedrontador. Eu não conseguia fazer nem enxergar nada.

Até que vi uma luz. Era um homem com uma lanterna. Ele viu minha situação e me acolheu. Me levou para sua casa, ofereceu comida, limpou minhas feridas e cuidou de mim por uma semana. Já recuperado daquele quadro, o homem me falou uma coisa que me deixou muito confuso: “Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão (Provérbios 17:17)”. Eu agradeci o que ele fez por mim e quis fazer algo em troca, mas ele recusou. Me despedi e fui embora.

Passados alguns dias, passei pelo local onde o sequestrador havia me deixado e o reconheci. Logo, fui atrás da casa do homem que cuidou de mim, mas chegando no endereço, não havia casa nenhuma. Havia apenas uma carta no chão. Nela estava escrito: “Olá, vejo que veio atrás de mim. Aquele que te ajudou, te acolheu, não era um homem qualquer. Aquele homem era Eu, seu melhor amigo: Jesus. Estou sempre perto de você e quando alguém te machucar, estarei ali para cuidar de você. Não estou em um lugar físico, como nesta casa em que você pensou que Eu estaria, mas estou dentro de você. Lembre-se deste versículo: Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos (João 15:13), pois Eu sou o seu melhor amigo, aquele a quem você pode sempre buscar. Sei que você está em uma fase difícil, com muitos estudos, mas nunca deixe de me buscar, pois Eu te amo”. Foi nesse instante que meu rosto se encheu de lágrimas e me arrependi do meu erro: o ter abandonado.

Depois dessa experiência, deixo a Você minhas desculpas por meio desta carta com a seguinte oração:

Jesus, eu Te amo. Mesmo O tendo abandonado, Você ainda me ama o bastante para estar sempre perto de mim e me resgatar de uma situação difícil. O Seu amor é imensurável. Ele é muito valioso para mim. Perdoe-me por não ter lhe buscado, por ter colocado em primeiro lugar minhas tarefas e lhe abandonado. Percebo que o que o mundo me oferece é apenas enganação. Nada verdadeiro. Mas a Tua presença, sim, é verdadeira! A Tua companhia, sim, é real! Quero, a partir de hoje, mudar minhas atitudes. Não quero ser um menino, agitado de um lado para outro e levado ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro (Ef 4:14), todavia, quero me fortalecer na Tua presença. Senhor, eu amo a Ti!

Jesus, aguardo nosso próximo encontro, a qualquer hora e em qualquer lugar.

Com amor,

Seu amigo.

FIM DA CARTA

Querido leitor, este texto é altamente simbólico e reflete a minha experiência com Jesus. Tendo me envolvido bastante com a fase de pré-vestibular, tive que fazer muitas mudanças em minha rotina. Priorizei os estudos acima de tudo, inclusive atividades cruciais, como o tempo de leitura da Bíblia e de livros espirituais, que teve de ser reduzido. Esta mudança tão radical em minha vida fez com que eu me esfriasse (esse foi o sequestro).

Satanás quer roubar nosso tempo com Deus para darmos foco às coisas do mundo. Mesmo que seja algo lícito, como os estudos, ao darmos prioridade a isso, nos esquecemos do versículo: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas (Mt 6:33)”. Assim, se aceitamos a proposta, Satanás nos tem em suas mãos, nos machuca, fere e afasta do Senhor.

Ao perceber quão longe eu estava do Senhor e ver as marcas que Satanás deixou em minha vida, pensei que estava sozinho, que ninguém poderia me ajudar. Porém, aleluia! “Na minha angústia, invoquei o Senhor, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos (…) Do alto me estendeu ele a mão e me tomou (…) Livrou-me de forte inimigo (…) Trouxe-me para um lugar espaçoso (…) Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito oprimido” (Sl 18: 6, 16a, 17a, 18a; 34:18). O Senhor sempre esteve ao meu lado! Ainda que eu não O tivesse reconhecido quando me resgatou. Na minha angústia, cuidou de mim e sarou todas as dores que eu sentia.

Talvez, sua experiência seja parecida com a minha em algum aspecto. Por isso, encorajo você a também escrever uma carta para quem deseja ser seu melhor amigo: Jesus. Como escrever? Fácil! Orações são como cartas que sempre retornam para você. Nunca se esqueça disso: Jesus te ama! Ele não desiste de nós! Ele está nos cuidando, mesmo quando não percebemos. Invoque-O, então Ele virá e se tornará seu melhor amigo.

Jesus é o Senhor!

Deixe seu comentário