Ela havia acabado de voltar da Conferência de Jovens e nem conseguia explicar tudo o que sentia. Quando perguntavam se foi bom, dizia que tinha sido incrível. Passou o dia contando para família como tinha sido o evento. No WhatsApp respondeu às mensagens, que pareciam sem fim. Quem ficou sentia sua falta, mas ela sentia falta da Estância Árvore da Vida. No coração um sentimento: “Agora vai! Amanhã mesmo minha vida vai mudar!”. E assim foi, ela estava lendo a Bíblia, o Alimento Diário, desfrutando e compartilhando. Mas com o passar do tempo, aquele sentimento foi mudando. Ela já não tinha mais a mesma vontade de buscar o Senhor e lembrava “ah que saudades da Estância, lá eu tinha os irmãos, tinha meus amigos e a presença do Senhor a todo o momento. Eu me enganei quando pensei que agora tudo ia mudar. Aquilo tudo que eu vivi lá foi só fogo de palha, é… eu não tenho jeito”.

Acho que essa história não é só parecida com a minha, mas imagino que se você leu até aqui é porque também se identifica. Preciso te contar uma coisa: isso não é normal. Sim, você não precisa viver nessa montanha russa de conferência em conferência e não é verdade quando dizem que nós jovens somos assim mesmo, inconstantes.  O problema, na verdade, é que nos apegamos aos nossos sentimentos, que são passageiros, quando deveríamos nos apegar aos fatos.

Como assim? Deixe-me te dar um exemplo. Digamos que você foi assaltado e roubaram o seu celular, resultado: você fica super triste. Mas algo acontece, seu celular é devolvido a você e assim você fica super feliz. Mas aí passa uma semana e essa felicidade já não é tão grande e depois de um mês você já nem sente mais nada. O fato de o seu celular ter sido devolvido não muda, mas os seus sentimentos sim.

E é isso que acontece quando voltamos de uma conferência, os fatos que vivemos ali não mudam nunca, mas os nossos sentimentos em relação a eles vão mudando e esfriando. No primeiro dia você sente vontade de buscar ao Senhor, de depender Dele, mas com o passar do tempo já não sente mais.

Não misture os fatos com as suas emoções.

Viva os fatos. Mesmo que você não sinta necessidade de ir ao Senhor, essa necessidade é um fato, por isso, ore: “Senhor, o que eu senti nessa conferência já não sinto mais. Mas eu sei que independente disso eu preciso de Ti”. O Senhor vai te ouvir e atender ao seu sincero coração.

Já é hora de transformar o fogo de palha num grande incêndio.

Não olhe seu sentimento, ele te engana e ele te decepciona. Olhe os fatos, Cristo e seu poder de te transformar são um fato! Não deixe que os seus sentimentos digam o contrário!

Não desista, insista!

“[…] visto que andamos por fé e não pelo que vemos.” (2 Coríntios 5:7)

Desejo de todo o meu coração que aquilo que antes era inconstante se torne permanente, na minha e na sua vida! Essa palavra foi de grande ajuda pra mim, espero que ela tenha sido pra você. E se não for pedir muito, gostaria de saber se você foi ajudado, então já sabe curta, compartilhe e comente! E se precisar, estou disponível pra orar por você e conversar mais sobre os fatos maravilhosos que nos conduzem ao Senhor.

Sinta-se abraçado!

Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei.” (1 Co 11:23a).

“Ainda tinha muitas coisas que vos escrever; não quis fazê-lo com papel e tinta, pois espero ir ter convosco, (..), para que a nossa alegria seja completa.” (2 João 12).

Deixe seu comentário