Queridos adolescentes, hoje esse texto é para vocês. Vocês já se sentiram incapazes de fazer algo, ou incapazes de fazer mais por  serem muito novos? Provavelmente, sim. Uma característica da adolescência é pensar que se pode fazer muitas coisas. Por isso, muitas vezes nos sentimos desprezados em nossa adolescência pois, nem sempre, as pessoas veem o que podemos fazer. Agora, se você quer ser alguém útil para Deus em seu cotidiano e na igreja, não despreze a sua mocidade.

Na carta de Paulo para seu companheiro Timóteo, ele escreve: “Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão (…)” (1 Tm 4:12a). Mas como alguém, ainda adolescente, pode ser um padrão para outros adolescentes? Seguindo o padrão. Esse padrão é o que Deus nos dá na Bíblia, e ao longo dela vários personagens nos mostram como ele funciona. Vamos ver alguns a seguir, beleza?

Primeiro, vamos falar de Jacó, que fez algo que desagradou a Deus quando era jovem: ele se aproveitou de uma situação frágil do seu irmão para tomar o direito de primogenitura e depois, enganou seu pai fingindo ser seu irmão. Mas, mesmo tendo errado, ele soube valorizar o direito de primogenitura (que era uma bênção de Deus). Anos mais tarde, ele se tornou pai dos que geraram as doze tribos de Israel. Assim, nesse primeiro exemplo, temos: por mais que você tenha errado, Deus ainda pode te usar. Então aproveite as lições dos erros para amadurecer, para que Deus possa te usar no futuro.

Agora, vamos para a história de Davi. Quando ainda era muito jovem, Davi venceu Golias (um soldado gigante do exército inimigo de Israel) com uma atiradeira, acertando uma pedra em sua cabeça. Nessa história, vemos que Davi soube vencer uma dificuldade muito maior que ele (1 Sm 17:41-58). E esse tem que ser um ponto importante na sua vida: saiba depender do Senhor para vencer as dificuldades. Além disso, durante toda a sua vida, até ser coroado rei, Davi soube respeitar as autoridades que Deus colocou acima dele – não vou entrar a fundo nessa história, mas Davi se recusou a levantar a mão contra Saul (rei antecessor dele), mesmo que Saul estivesse tentando matá-lo – ele respeitou Saul por ser autoridade mesmo que ele estivesse errado (1 Sm 24).

No terceiro exemplo, falaremos de José. José, quando era ainda um adolescente, teve sonhos dados por Deus mostrando o seu futuro de que um dia reinaria sobre os seus irmãos, que não gostaram nada disso. Por isso, eles venderam José como escravo para o Egito e disseram para seu pai (Jacó) que José havia morrido. Mas em toda a sua história, vemos que José era fiel ao que Deus tinha mostrado para ele. Assim, mesmo tendo ido para o Egito como escravo, Deus fez com que ele prosperasse e se tornasse governador do Egito. Quando já era governador, por acaso, José encontrou seus irmãos quando foram comprar mantimentos no Egito e os mesmos nem o reconheceram. Nessa hora, José podia muito bem ter fingido ser outra pessoa e ter deixado sua vida antiga para trás, mas José sabia a sua identidade e não iria deixar isso para trás. Querido leitor, você tem consciência da sua identidade ou às vezes você esquece que é filho de Deus?

Vamos agora para o melhor exemplo de todos: o nosso Senhor Jesus. Aos 12 anos, Jesus foi com seus pais para Jerusalém, e lá, visitou a sinagoga (o lugar onde os mestres judeus ensinavam e estudavam a palavra). Ficou três dias conversando com os mestres e as pessoas ficaram maravilhadas com sua inteligência (Lc 2:46-47). Então, amado adolescente, temos o último item para essa lista: mesmo sendo jovem, aproveite para aprender e se envolver com as coisas de Deus.

Para fechar, vamos recapitular os itens que vimos aqui:

  • Aproveite os erros para aprender com eles, e assim, você poderá ser útil para Deus no futuro
  • Dependa do Senhor, porque Nele você pode vencer todas as dificuldades que vão aparecer (e serão muitas)
  • Saiba respeitar quem Deus colocou como autoridade (seja seus pais, professores, irmãos mais experientes na igreja, etc.)
  • Seja fiel ao que Deus te mostrar e confie Nele mesmo que tudo pareça estar dando errado na sua vida
  • Mesmo que aconteça alguma coisa e que pareça que você está distante de Deus, nunca se esqueça da sua identidade: você é e sempre será filho de Deus
  • Aproveite enquanto ainda é jovem para se envolver com as coisas de Deus e aprender mais dessas coisas – assim você crescerá tendo uma base firme na palavra

Querido adolescente, não  quero que você veja esse texto como mais uma palavra qualquer – eu quero que você veja esse texto como algo que vai mudar a sua vida daqui para frente. E quero que você saiba a responsabilidade que você tem para amadurecer: nós que servimos aos adolescentes, não estamos nos limitando a tentar mudar só a adolescência de vocês – nós queremos que vocês amadureçam para que sejam muito usados pelo Senhor no futuro e que sejam grandes líderes nas suas igrejas ou até mesmo que vocês sejam, um dia, irmãos que cuidam dos adolescentes com excelência. Queremos ver vocês crescerem e levarem a igreja a avançar ainda mais no futuro. Então tomem essa palavra como uma motivação para mudar a sua vida!

Deixe seu comentário