Ultimamente, a política tem estado nos Top Trends das redes sociais e é um dos assuntos mais debatidos em escolas, universidades e em qualquer aglomeração de pessoas. Mesmo aqueles que nunca se aventuraram a opinar nessa área, hoje criticam os mais diversos aspectos do governo. As manifestações populares em todo o país, iniciadas em 2013, demonstram a insatisfação diante das várias decisões tomadas pelos governantes.

Como cidadãos, nós nos envolvemos com essas questões, o que é absolutamente normal. Mas como cristãos, devemos tomar uma atitude firme. Não falo de ir às ruas para protestar, fazer panelaço, mas orar e interceder pelas autoridades que o próprio Deus instituiu sobre nós.

Primeiro, vemos em 2 Tessalonicenses 5:16-18, que a vontade de Deus é que demos graças a Ele frente a todas as situações, as quais o apóstolo Paulo não especifica se boas ou ruins. Além disso, nos diz para orar sem cessar e nos regozijarmos sempre. Essa é a atitude de um filho de Deus, que crê que Ele está cuidando de tudo e permite os acontecimentos, pois “sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8:28a). Independentemente do que pensamos da administração do nosso país, foi o Senhor quem assentiu com a existência desse cenário. Depois, em 2 Crônicas 20 conferimos que “os filhos de Moabe e os filhos de Amom, com alguns dos meunitas, vieram à peleja conta Josafá (vers.1)”, que era o rei de Israel naquela época. Porém, assim como a política atual, era uma situação que os israelitas não resolveriam por si só. Eles, então, recorreram ao único que tinha o poder de solucionar: Deus! No versículo 4 lemos: “Judá se congregou para pedir socorro ao Senhor; também de todas as cidades de Judá veio gente para buscar ao Senhor”. Não há outra saída, senão buscar ao Senhor!!! Todos nós, juntos, como a Igreja, à qual foi dada a chave dos céus (Mt 16:19), podemos clamar pelo auxílio do Deus vivo para reverter toda crise! Inclusive questões como a alta do dólar, que influenciam diretamente no suprimento da obra do Senhor em outros países.

Temos o poder de tocar o coração de Deus por meio da nossa oração e mudar toda a conjuntura internacional, para que o Evangelho do Reino não encontre empecilhos em sua expansão. Ainda em 2 Crônicas, o Espírito do Senhor, por meio de Jaaziel, disse que a peleja não era do povo, mas sim de Deus (20:15), e falou “crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros” (vers. 20). No dia seguinte, à frente do exército, iam cantores ao Senhor que louvavam, dizendo: “Rendei graças ao Senhor, porque sua misericórdia dura para sempre” (vers. 21). Assim, confiando em Deus e dependendo somente dEle, obtiveram vitória e o versículo 30 nos mostra: “Assim, o reino de Josafá teve paz, porque Deus lhe dera repouso por todos os lados”.

Dessa forma, através da experiência do povo de Israel, podemos aprender a buscar o Deus de toda sabedoria, que pode capacitar as autoridades para governarem o Brasil de maneira certa e boa. O Senhor tem prazer em cuidar de nós e em ter Seus filhos dependentes dEle. Façamos, pois, Sua vontade, que é sermos gratos em todas as situações e que possamos apresentar a Ele a situação do nosso país, para que haja uma mudança e tenhamos paz, por ser Deus o nosso provedor.

Deixe seu comentário