A temática do poder na Bíblia aparece em diversos pontos. No novo testamento, Romanos 1:16 possui uma passagem clássica sobre isso. Ali Paulo diz: “não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”.

Esse versículo mostra que crer no evangelho concede poder para ser salvo (Rm 1:16). Em outras palavras, a salvação vem porque cremos que Deus é poderoso o suficiente para mudar quem somos e não porque nós temos capacidade para tanto.

Em outro versículo Paulo diz: “Para isso é que eu também me afadigo, esforçando-me o mais possível, segundo a sua eficácia que opera eficientemente em mim ”(Cl 1:29). A eficácia de algo é medida de acordo com o poder que isso tem. O esforço de Paulo era segundo o quanto cria neste poder, não segundo suas próprias forças.

O apóstolo ainda nos encoraja a experimentarmos esse mesmo poder eficaz: “Peço que ele ilumine os olhos do coração de vocês, para que saibam (…) qual é a suprema grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder” (Ef 1:18-19, NAA).

A eficácia da força desse poder se expressa em vitória, a qual não se verifica ao final da batalha contra o pecado, mas logo no início, quando cremos em uma força que vem de Deus, a qual só pode resultar em sucesso! Mais uma vez, fica claro para nós: a vitória não vem por confiarmos na nossa força própria, natural; mas por confiarmos em Deus!

Jovem, se seu esforço tem você como ponto de partida, então haverá um limite. Porém, reflita: se crê na eficácia do poder de Deus, que faz infinitamente mais do que pedimos e pensamos (Ef 3:20), consegue imaginar até onde você poderá ir? Você conseguirá ir muito além! Isso porque a fé nos leva longe.

A fé é a convicção de fatos que não se veem (Hb 11:1) e nossa batalha é guardar essa convicção (2 Tm 4:7) porque ela é nossa vitória (Jo 5:4).

Por um lado, essa convicção não pode estar no lugar errado, na nossa pessoa e carne amortecida, incapazes de gerar vida. Por outro lado, essa convicção deve estar no lugar certo, no poder de Deus, que é a Palavra em nós implantada, que é poderosa para salvar nossa alma (Tg 1:21). Onde depositamos essa confiança determinará se seremos ou não libertos pela salvação de Deus.

Essa salvação poderosa, tem como um dos elementos o precioso sangue do Senhor, o qual não pode ser reduzido a algo que usamos apenas para limpar erros que cremos ser insuperáveis. Na verdade, a poder desse sangue é muito superior e vai além de atos isolados. O sangue tem o poder de nos resgatar de todas as limitações humanas do nosso fútil procedimento (1 Pe 1:19-20). Ou seja, mais que o poder para limpar um erro, o precioso sangue de Cristo tem o poder para corrigir o nosso estilo de vida.

Olhando para essa fé e seu poder, fica claro o porquê de satanás batalhar para matá-la, roubá-la e destruí-la (Jo 10:10). Uma das suas estratégias é fazer o homem inconscientemente ter atitudes egoístas. Muitas delas são provenientes de pensamentos limitantes que são colocados por Satanás em nossa cabeça, como a desculpa de ainda não ver em si mesmo crescimento espiritual suficiente.

Outra estratégia é implantar a dúvida. E como ele faz isso? Ele faz o homem focar nas coisas que se podem ver, como as fraquezas da carne e suas frustradas experiências passadas.

A dúvida é terrível e limita a ação do Espírito. Se abraão tivesse duvidado do que Deus disse, baseado em suas limitações, não teria gerado Isaque. Se duvidarmos do poder de Deus, baseando-se em nós mesmos, como esperamos gerar Cristo? (Gl 4:19). O caminho de Abraão foi se fortalecer por meio da fé, como está escrito: “E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus” (Rm 4:19-20).

E como fortalecer a fé? É simples, a fé vem pelo ouvir a palavra de Cristo (Rm 10:17) e se mantém viva quando acompanhada de ações (Tg 2:17). Sendo assim, ouça mais da palavra e pratique o que aprender e sua fé também será fortalecida.

Mas e se você estiver sem fé? Deus tem a solução para isso. Ele vai gerar fé em você! Ele só precisa encontrar um coração disposto a mudar. Faça como aquele pai de um menino possesso, que em lágrimas clamou: “Eu creio! Ajuda-me na minha falta de Fé!” (Mc 9:24). Perceba que apesar de sua falta de fé, o homem clamou “Creio!”. E essa atitude moveu o Senhor e fez o homem crer em Seu poder!

Jovem, se você tem fé, fortaleça-a; se não tem fé, clame! E nas duas situações, experimente o poder de Deus fluir em você e através de você para as pessoas ao seu redor promovendo cura, perdão, libertação e salvação. Vá em frente: você pode crer!

Colaboração enviada por Hiago Aquino.

Deixe seu comentário