Muitas pessoas não creem ou têm dificuldade de acreditar na Bíblia por esta ter sido, supostamente, escrita por homens. A base de toda a fé Cristã está na Bíblia, ela é o nosso fundamento e uma das etapas essenciais no nosso processo de crescimento espiritual. Precisamos entender a Palavra de Deus e conhecê-la.

A Bíblia que temos hoje é um livro único e completo, ela é formada por vários livros que foram escritos ao longo da história e pode ser considerada a mais primorosa obra literária de toda a história da humanidade.

Existem fatos descobertos pela ciência que ajudam a entender todo o processo de formação da Bíblia, mas para reconhecê-la como a “Palavra de Deus” é necessário mais que raciocínio lógico, se exige fé.

Mas como crer que a Bíblia é a Palavra de Deus?

Diante da queda do homem e da sua vida terrena finita, aprouve a Deus encontrar uma forma de transmitir a sua palavra, preservar os ensinamentos e experiências de pessoas que andaram segundo seus princípios, que o seguiram, que entenderam e viveram o seu amor. A Bíblia explica de onde viemos, quem somos, porque estamos aqui, como devemos viver e o que acontece após a morte.

A palavra “Bíblia” (biblos) é de origem grega e significa “coleção de pequenos livros”. Apesar da Bíblia ser uma coleção de livros, visivelmente estruturada para fins didáticos e não cronológicos, um entendimento importante é que ela deve ser vista em unidade, ou seja, o que pode ser considerado como a “completa Palavra de Deus” é o livro único, a totalidade da Bíblia, e não um ou alguns livros. Assim, toda e qualquer passagem bíblica deve ser analisada à luz de todo o restante da Bíblia.

  • “Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo. ” Atos 17.11 (NVI)

Assim Deus, o autor da Bíblia, se revelou de forma especial para alguns homens durante a história e os inspirou a escrever o conteúdo bíblico. Vejamos alguns relatos bíblicos que reforçam esse entendimento:

  • “Agora vá, escreva isso numa tabuinha para eles, registre-o num livro, para que nos dias vindouros seja um testemunho eterno.” Isaías 30.8 (NVI)
  • “Josué escreveu estas palavras no Livro da Lei de Deus; tomou uma grande pedra e a erigiu ali debaixo do carvalho que estava em lugar santo do Senhor.” Josué 24.26 (ARA)
  • “Samuel expôs ao povo as leis do reino. Ele as escreveu num livro e o pôs perante o Senhor. Então Samuel mandou o povo de volta para suas casas.” 1 Samuel 10.25 (NVI)
  • “Eles percorreram todas as cidades do reino de Judá, levando consigo o Livro da Lei do Senhor e ensinando o povo.” 2 Crônicas 17.9 (NVI)
  • Muitos já se dedicaram a elaborar um relato dos fatos que se cumpriram entre nós, conforme nos foram transmitidos por aqueles que desde o início foram testemunhas oculares e servos da palavra. Eu mesmo investiguei tudo cuidadosamente, desde o começo, e decidi escrever-te um relato ordenado, ó excelentíssimo Teófilo, para que tenhas a certeza das coisas que te foram ensinadas. Lucas 1.1-4 (NVI)
  • “Toda a escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda a boa obra” 2TM 3:16-17 (NVI).

Na última passagem acima, Paulo explica para o jovem Timóteo que tudo o que Deus revelou e escreveu através dos seus servos, inspirados pelo Espírito Santo, pode ser usado no processo de cuidado e ensino. Perceba que tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento o Espírito sempre esteve presente, direcionando os servos de Deus na escrita dos livros.

  • “O Espírito do Senhor fala por meu intermédio, e a sua palavra está na minha língua.” 2 Samuel 23.2 (ARA)
  • “Antes de mais nada, saibam que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, pois jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo. 2 Pedro 1.20-21 (NVI).

Através desses versículos, Samuel e Pedro mostram que os escritores não foram movidos por  ideias, conceitos ou opiniões próprias, mas foram inspirados, ou seja, movidos pelo Espírito Santo, para utilizarem palavras aprovadas por Deus.

Deus guiou e supervisionou os escritores da Bíblia, para que eles, dentro de suas limitações e circunstâncias, compusessem e registrassem, sem erros, a mensagem do Criador para a sua criação.

  • “Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente. Delas também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, interpretando verdades espirituais para os que são espirituais.” 1 Coríntios 2.12-13 (NVI)

A inspiração divina faz com que a Bíblia, mesmo que constituída por vários livros e autores diferentes, forme uma unidade completa. Isso jamais seria resultado de uma longa e feliz coincidência e, certamente, estaria fora do alcance dos seus autores humanos.

Um exemplo dessa unidade é que, de Gênesis à Apocalipse, a Bíblia aponta um grande e mesmo problema, que separou o homem de Deus: o pecado, e, aos poucos, revela a única e mesma solução para este problema: a redenção em Jesus Cristo.

O que eu ganho lendo a Bíblia?

Muitas pessoas buscam sabedoria e desejam entender o “sentido da vida”. A Bíblia nos mostra que ela mesma é a principal fonte de sabedoria:

  • “Prefiram a minha instrução à prata, e o conhecimento ao ouro puro, pois a sabedoria é mais preciosa do que rubis; nada do que vocês possam desejar compara-se a ela.” Provérbios 8.10-11 (NVI)
  • “A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes.” Salmos 19.7 (NVI)

O conhecimento da palavra, além de outras funções, nos protege contra o engano:

  • “Jesus respondeu: ‘Vocês estão enganados porque não conhecem as Escrituras nem o poder de Deus!’” Mateus 22.29 (NVI)
  • “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. Uma vez que vocês rejeitaram o conhecimento, eu também os rejeito como meus sacerdotes; uma vez que vocês ignoraram a lei do seu Deus, eu também ignorarei seus filhos.” Oseias 4.6 (NVI)
  • “E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como igualmente o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, ao falar acerca destes assuntos, como, de fato, costuma fazer em todas as suas epístolas, nas quais há certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles.” 2 Pedro 3.15-16 (ARA)

Ler e praticar

Um ponto essencial do conhecimento da Bíblia é a prática. A prática é necessária para que a nossa fé possa ser exercitada e fortalecida. Além disso, a prática nos permite ser trabalhados e iluminados pelo Espírito Santo, gerando autoconhecimento, transformação e a vivência de experiências que servem de testemunho para encorajar outros a viver este Evangelho. Precisamos ter clareza de que o conhecimento da palavra sem prática pode ser muito danoso para nossa vida espiritual, a palavra mostra que os fariseus faziam isso e foram repreendidos por Jesus, por outro lado, Jesus chama de prudentes aqueles que praticam os seus ensinamentos:

  • “Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica é como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela não caiu, porque tinha seus alicerces na rocha. Mas quem ouve estas minhas palavras e não as pratica é como um insensato que construiu a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu. E foi grande a sua queda’Mateus 7.24-29 (NVI)
  • “Então, Jesus disse à multidão e aos seus discípulos: “Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés. Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam. Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los.” Mateus 23.1-4 (NVI).

Comece hoje!

A Bíblia é a revelação especial de Deus para a humanidade. Ela não foi escrita apenas para dar conhecimento, mas para nos transformar e nos dar entendimento das coisas que aconteceram e  que irão acontecer. A Bíblia nos permite conhecer a Deus, conhecer o seu amor, ser salvos por Ele e construir um relacionamento baseado no amor e gratidão.

Separe um tempo todos dias para conhecer essa história de amor, para conhecer esse Deus que amou a humanidade de tal maneira que entregou seu Filho para nos salvar. Sua visão de mundo nunca mais será a mesma, sua mente e seu coração serão transformados, você aprenderá a dar valor ao que realmente importa, pois, sua esperança  residirá Nele.

  • “Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança.” Romanos 15.4 (NVI).

Colaboração enviada por Patrick Alves

Envie sua colaboração para o Eu vos Escrevi! Para saber como, clique aqui.

Deixe seu comentário