Passou no vestibular e transbordava de alegria. O Senhor a abençoou e  cheia de gratidão, consagrou-se novamente. Em resposta, recebeu um chamamento. Cruzaria o oceano e levaria a Palavra de Deus a outros povos. Estranha promessa. Não tinha recursos nem para cobrir os custos do passaporte. Mesmo assim ela creu.

“Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade.” Gênesis 15:5

Começou a estudar a língua que seria necessária, procurou meios de ir e encontrou uma forma viável que envolvia seus estudos.  Esforçou-se muito, mas não estava como deveria, sentia aquele incômodo todos os dias, pois tinha um chamado e não conseguia atendê-lo. Seu Senhor lhe dera tudo e por isso queria agradá-Lo.

Pela graça de Deus, ela ganhou a única bolsa que cobria os custos de um teste caro e necessário.  Com certeza era um sinal. Sua ida envolvia seus estudos, então estudou, estudou e estudou por dois longos anos. Fez contatos. Tentou várias vezes, mas as portas continuaram  fechadas. Fez o teste, mas não passou, faltaram poucos pontos e seu coração se entristeceu.

Passara dois anos desde aquela promessa. Foi então que recebeu a oferta de um beliche, pois seu quarto  era muito pequeno para a cama de casal que dividia com sua irmã, as ofertas dos santos sempre as supriram ao longo de suas vidas. Não tinha nada nem falta de nada. Era amada por Deus. Vira milagres. Não havia necessidades, grandes ou pequenas, não havia desejos, grandes ou pequenos, que seu Senhor não suprisse, não atendesse. Ele sempre se mostrou a ela como um Pai provedor. Ouvia até seus pensamentos. Isso alimentava seu amor por Ele. Queria retribuí-Lo. Sua oração não mudava. Queria servi-Lo. Deus respondia as suas orações secundárias e não a principal.  Apenas não recebera o que mais queria.

Ah, sim! Tinha dois irmãos. Um irmão e uma irmã. Sua irmã fora a um congresso com o namorado. O futuro casal recebeu um chamado. Aquele mesmo chamado que ela um dia ouviu. Pela misericórdia e bondade do Senhor, se casariam e em três meses iriam juntos para lá. Não pergunte como. Cruzariam o oceano e levariam a Palavra de Deus a outros povos, como que por um milagre. Como que por um milagre que ela esperava para si. Enciumou-se, apenas no íntimo. De fato, estava feliz, mas pensara ter sido esquecida por Deus.

E então surgiu em sua mente a brilhante e terrível ideia de conferir quais de seus colegas haviam sido enviados pela universidade e, crendo você ou não, lá estava seu nome. Mas não se alegre. Não havia essa possibilidade. Não atingira os pontos do teste. Não sabia dessa possibilidade. Perdera prazos. Perdera os prazos há tempos. Não havia nada a ser feito. Apenas chorou.

“Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã.” Salmos 30:5b

Estando ainda com os olhos molhados e o nariz vermelho, seu irmão ligou o som. Ele no quarto, ela na sala. Dentre tudo o que podia pôr para tocar, pôs um hino que dizia:

Crerei, crerei, crerei, oh!

Quando sentes desmaiar

E que já não há forças para continuar

Tens pensado em abandonar

Esse sonho, esse anelo que está em tua alma

A mente diz que não, nada podes fazer

Porem teu coração não para de crer

E a montanha está em frente a ti

Mas eu sei que a cruzará, você pode crer.

Lá estava o Senhor pedindo para que cresse. Ela se riu. Não tinha nada em suas mãos. Seus dois anos de esforços foram inúteis. Seus métodos ruíram. Seus planos acabaram. Às vezes uma fé grande não é necessária. Só um grão de mostarda de uma fé real. Só um grão de mostarda de uma fé que não é baseada em nada que você tenha ou possa fazer. Ela riu e creu.

“Por que se riu Sara, dizendo: Será verdade que darei ainda à luz, sendo velha? Acaso, para o SENHOR há coisa demasiadamente difícil?” Gênesis 18:13b-14a

“Não temas, crê somente.” Marcos 5:36b

Veio a manhã. Sabe aquele ofertante? Sabe aquele beliche? Esse beliche não chegou. Pela generosidade da oferta, havia custado caro. Loja renomada. Custava tão caro quanto as passagens que separavam a menina de seu chamado. E o pior, aquele beliche nem era mais necessário. Em três meses sua irmã iria se casar. Naquela manhã apareceu aquele ofertante com uma ideia maluca. Não tinha mais dinheiro para enviá-la, mas, não sabendo ela como, aquele ofertante conheceu seu coração de ir. E se, por um milagre, conseguissem os recursos do beliche de volta e os usassem com outro fim?

Naquela manhã foram à loja. Regras do jogo: o móvel deveria vir com defeito; a substituição do móvel defeituoso deveria ser impossível pelo prazo de três meses. Complicada situação. De imediato, veio um funcionário com a resposta clara: a devolução dos recursos era impossível. Volta o funcionário, faz ligações. Talvez conseguissem trocar aquele beliche por outros móveis, ao menos. Talvez. Esperaram, esperaram, esperaram. Oraram. Louvaram. Que se fizesse a vontade do Pai, amém! Volta o funcionário com uma cara de espanto. Disse não entender o que acontecera. A compra seria cancelada e os recursos devolvidos! Abraçaram-se. Louvaram mais. Explicaram àquele funcionário o que acontecera. Oraram.

Veio a manhã. Fez contatos, portas abertas. Tudo estava pronto: casa para recebê-la, meio de sustento e até um nativo para acompanha-la na imigração. Nem parecia que na noite anterior chorara por não ter nenhum caminho. Tudo resolvido, trancou a faculdade, cruzou o oceano e levou a Palavra de Deus a outros povos. Como foi? Foi o melhor ano de sua vida!

E você? Tem uma promessa?

“Disse-me o SENHOR: Viste bem, porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.” Jeremias 1:12

As promessas do Senhor nunca falham. Se você tem a palavra do Senhor com respeito a qualquer coisa, por mais difícil que a situação aparente ser, deve confiar. A bíblia diz que o homem que confia no Senhor é feliz e não se abala (Salmos 84:12;125:1). Ore almejando aprender a confiar mais em Deus! Certamente Ele atenderá. A palavra fala que o Senhor muda o tempo e as estações (Daniel 2:21). Ele sabe quanto tempo é necessário permanecermos em cada “estação”. Ele quer que o conheçamos mais e as experiências que temos nos tornam quem somos diante Dele. Ele tem uma visão acerca de você e é por isso que Ele preparou um caminho especial para você.  Não se compare aos outros. Não se aflija tentando apressar Deus. Cada dia seu está escrito e cada fio de cabelo seu foi contado por Deus. Creia em Sua bondade, soberania e amor.

“Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais. ” Jeremias 29:11

Colaboração enviada por Lorena Barbosa.

Deixe seu comentário