Há muitas histórias da Bíblia que são inspiradoras. Dentre elas podemos citar a história de José. Sua vida não foi um “mar de rosas”. Ele passou por situações desafiadoras. De forma resumida ele:

  • Por ciúme de seus próprios irmãos, foi lançado em um poço e depois retirado e vendido como escravo;
  • Foi dado como morto para seu pai;
  • Foi acusado injustamente de tentar abusar da esposa de seu chefe Potifar;
  • Foi lançado em uma masmorra mediante falsa acusação da esposa de Potifar;
  • Foi esquecido pelo copeiro após tê-lo ajudado a interpretar o sonho na prisão;
  • Ficou mais dois anos na prisão sem ter cometido mal algum;

Mesmo assim, José ao reencontrar seus irmãos mais tarde disse:

 “Assim, não fostes vós que me enviastes para cá, e sim Deus, que me pôs por pai de Faraó, e senhor de toda a sua casa, e como governador em toda a terra do Egito.” (Gn 45:8)

“Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem, para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida.” (Gn 50:20

José reconheceu que todos as experiências que passou, quer boas ou ruins, tinham um propósito. Ele realmente confiava que todas as coisas cooperavam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8:28). Deus tem um plano para a nossa vida e cada experiência, principalmente as mais difíceis, visam nos conformar à imagem de Cristo (v.29) e por fim, nos levar rumo à glória. Portanto, José é um exemplo de resiliência e deve sempre nos encorajar.

No entanto, é importante chamar atenção que tudo começou com um sonho (Gn 37:5). José sonhou que iria reinar sobre seus irmãos e sua família. Isso não só gerou ciúmes em seus irmãos, mas até seu pai o repreendeu (v.:10). O sonho de José na verdade é causa de todas as dificuldades que enfrentou. Se não fosse o sonho e o fato de ter contatado aos seus irmãos, certamente José teria vivido uma vida tranquila na casa de seu pai, afinal seu pai o amava mais que os demais (v.:3). 

Na nossa vida é assim também. Os sonhos nos dão perspectiva e propósito, mas ao mesmo tempo teremos que sair da zona de conforto. Obstáculos terão de ser vencidos e batalhas terão de ser travadas para que o tão desejado sonho se realize. Se isso se aplica à nossa vida humana, quanto mais na vida espiritual. Deus tem uma herança reservada para cada um de seus filhos (1 Pe 1:4), mas até que o “sonho” se concretize, precisamos permitir o trabalhar do Senhor em nossas vidas e isso muitas vezes se dá através das situações mais difíceis e até injustas. 

Hoje na igreja estamos em treinamento para assumirmos um governo celestial no mundo que há de vir (Hb 2:5). Cada experiência conta. Por isso, deixe o Senhor trabalhar em você por intermédio das circunstâncias. José sabia muito bem disso e ele não perdeu o sonho de vista, mesmo quando tudo parecia perdido. Pelo contrário, ele perseverou e creu Naquele que é fiel para completar a boa obra que tinha começado (Fp 1:6).

Não apenas isso, José prosperou na terra de sua aflição, conforme o seguinte versículo:

“Ao segundo, chamou-lhe Efraim, pois disse: Deus me fez próspero na terra da minha aflição.” (Gn 41:52)

E você? Você tem prosperado na “terra da sua aflição”? As experiências de José só o fizeram a crescer e o prepararam para o propósito que Deus tinha para a vida dele. Ele não desistiu do sonho e não recuou, mas perseverou até o fim e viu Deus cumprir o que havia inicialmente prometido. Lembre-se: Deus não é homem para mentir (Nm 23:19).

A terra da aflição visa produzir em nós o mesmo caráter de José. Não menospreze a terra da sua aflição. Muitos a desprezam e por fim não são transformados. A terra da aflição fará de você um vencedor. Creia no Senhor e em Suas promessas. Em breve elas se cumprirão. Seja como José, que mesmo na terra da aflição, não se deixou seduzir pelo pecado que tenazmente o assediava (Hb 12:1). Seja como José que mesmo estando em um dos lugares mais indignos e precários, cuidou com excelência daqueles que estavam ao seu redor (Gn 39:22-23). Seja encorajado pela vida do apóstolo Paulo que afirmou:

‘Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece.” (Fp 4:11-13)

Se humilhe perante a poderosa mão de Deus, e por certo, em tempo oportuno o Senhor irá o exaltar para a glória Dele (1 Pe 5:6). Creia que você pode prosperar na terra da aflição. Em meio às adversidades, prospere como José.

Aproveite as oportunidades para conhecer o poder da ressurreição de Cristo e conformar-se à Sua morte (Fp 3:10). Participe da comunhão dos sofrimentos de Cristo e por certo você receberá a imarcescível coroa da glória (1 Pe 5:4). Prospere na terra da aflição, e tome posse da palavra do Senhor Jesus: “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (Jo 16:33).

Colaboração enviada por Lucas da Silva Cornelio.

Deixe seu comentário