Em algum momento da sua vida você certamente já se deparou com questões como:  “em que serei útil?”, “qual a minha função?” e “por que estou onde estou (escola, família, trabalho, igreja)?”. Talvez, tenha se perguntado para que você serve e como ser o melhor no que faz. Se, essas questões e pressões o perturbam esperamos que por meio desse texto você entenda um pouco mais sobre si mesmo.

Um célebre economista chamado David Ricardo elaborou uma lei chamada “lei das vantagens comparativas”. Essa lei refere-se a economia dos países. Diz que nenhum país pode ser, nem tentar ser, autossuficiente na produção de tudo. A ideia é que possam especializar-se em uma área e todos saiam ganhando.

Outro grande economista, chamado Adam Smith, em um de seus exemplos econômicos de nome “a fábrica de alfinetes”, mostrou que um trabalhador deveria se especializar em uma única função, gerando com isso a divisão do trabalho. Assim, apesar de não ser polivalente (saber realizar diversas funções), ele seria especialista no que faria e com isso agilizaria o processo de produção e aumentaria sua eficiência.

No mundo atual, somos impulsionados pelo “consumo do saber” e somos quase forçados a sermos autossuficientes em tudo, o que não é possível. O mundo nos faz apenas saber um pouco de cada coisa, não sabendo, contudo, de nada em sua totalidade. Ao final, por querermos ser e saber muitas coisas, acabamos não sendo e nem sabendo nada. Inclusive, perdemos o sentido de nossa própria existência.

Uma grande prova disso é que a ciência gasta muito dinheiro em busca de respostas para coisas como: “de onde viemos?”; “para onde vamos?”; “existe vida fora da Terra?”. O fato é que a fonte mais poderosa do universo está dentro de nós, em nosso espírito, e é dada pelo próprio Criador (Jó 32:8). Não é necessária uma busca implacável pelo conhecimento para sabermos qual é o nosso lugar. Em vez disso, devemos voltar-nos Àquele que detém nosso manual de instruções, o nosso Pai: Deus!

O lugar do homem é na presença de Deus, porque o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus, para ser como Ele é (Gn 1:26-27). Ou seja, o homem deveria ter o pensamento, a vontade e a emoção do seu criador. Porém, na busca pelo conhecimento independente de Deus, acabou pecando e comendo da árvore do conhecimento do bem e do mal (Gn 3:1-7) e então o pecado passou a todos os homens (Rm 3:23).

Deus criou tudo em ordem (Ec 3:1a) e encabeçou todas as coisas em  Cristo (Ef 1:22-23), desse modo, vemos que em Cristo tudo vem a seu devido lugar, inclusive você com todos os seus medos, suas dúvidas e angústias. Ainda que o mundo deixe-o fora de foco, a palavra do Senhor coloca-o no rumo correto quando diz: “De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua palavra” (Sl 119:9). Quer saber qual o seu lugar? Então observe seu caminho segundo a Palavra de Deus e você verá que é ao lado Dele.

No que diz respeito a Cristo e a igreja você também tem o seu lugar. Em Efésios 4:11-13 o Senhor mostra que Ele mesmo deu dons aos homens. Esses homens são para que cuidem uns dos outros e haja edificação na igreja. Cada um de nós pode se encaixar como possuidor de algum dom dentre os descritos nesses versículos, basta buscarmos a Deus para ter clareza e revelação espiritual a este respeito.

Abramos nossos olhos e percebamos que nosso lugar é na igreja, sendo usados por Deus, estando na sua dependência. Não tente ser igual aos outros. Não se deixe levar pelas correntes mundanas. Não ouça convites de jovens para sentar-se na roda dos escarnecedores. Vá contra a correnteza: medite na palavra de Deus e busque viver a vida da igreja intensamente para ser bem-aventurado (Sl 1:1-3).

Deus precisa de você como um protagonista da salvação dentro do mundo e como um servo fiel dentro da igreja. Este é o papel que faz de você uma pessoa importante para Deus!  Busque a Deus e Ele irá aperfeiçoar os dons que deu a você ao ponto de poder exercê-los com abundância de graça para cumprir Seu plano! Encontre seu “lugar” na igreja. Desejo que você se descubra como pastor, apóstolo, evangelista e (ou) mestre. E que seja assim na sua escola, trabalho e nos demais ambientes comunitários. Funcione e expresse toda a plenitude de Deus que há em você!

Deixe seu comentário