Ao longo de toda a Bíblia não são poucas as passagens em que o mandamento de Deus é ir. Em Gênesis, Deus manda Abraão sair da casa do pai e ir para a terra que Ele lhe mostraria; em Marcos, Jesus diz aos discípulos para eles irem por todo o mundo pregando o evangelho a toda criatura; já em Mateus o ide é para ensinar a guardar a palavra Dele a todas as nações, bem como a batizar. Enfim, é comum Deus nos mandar ir, porém, como agir quando Ele nos manda parar?

Em Josué 3:1, os filhos de Israel e o próprio Josué partem de madrugada para irem até o Jordão, pois teriam de atravessá-lo. Todavia, antes que assim o fizessem, eles pararam e ali permaneceram por três dias. Ora, querido leitor, é certo que Deus queria levá-los ao outro lado do Jordão, entretanto, ainda assim, eles precisaram parar. Muitas vezes, em nossas vidas, nos deparamos com Rios Jordão e, saiba, Deus quer te fazer atravessá-los, porém, algumas vezes, Ele precisará que você pare antes da travessia.

Isto porque, somos tão acostumados com o ir de Deus que no nosso dia a dia tendemos a cair no automático e esquecemos que mais importante do que simplesmente irmos, do que simplesmente atravessarmos, é termos a presença do nosso Senhor conosco. Em tempos como o que estamos vivendo, rodeados de incertezas, querendo apenas fazer essa travessia e chegar logo do outro lado, Deus diz: pare!

Mas os versículos 3, 4 e 5 de Josué 3 nos mostra o objetivo disso:

“(…) e ordenaram ao povo, dizendo: Quando virdes a arca da Aliança do Senhor, vosso Deus, e que os levitas sacerdotes a levam, partireis vós também do vosso lugar e a seguireis. Contudo, haja a distância de cerca de dois mil côvados entre vós e ela. Não vos chegueis a ela, para que conheçais o caminho pelo qual haveis de ir, visto que, por tal caminho, nunca passastes antes. Disse Josué ao povo: Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilha no meio de vós.”

Deus precisou fazer com que eles parassem e esperassem porque o caminho que eles haveriam de ir era desconhecido e, por assim ser, o único meio de seguir era com os olhos na arca da Aliança, sendo guiados por ela. E não apenas isso, mas eles também precisaram se santificar, se consagrar a Deus para desfrutar das maravilhas que Ele faria.

Se você, querido leitor, está como os filhos de Israel, prestes a fazer uma travessia, já buscando o outro lado e isso está te deixando ansioso, receoso, inquieto, ouça Deus te dizer: pare! espere, se consagre, mantenha seus olhos fixos na arca e se prepare para as minhas maravilhas. Sabe, quando estamos para atravessar alguma coisa, o objetivo do Senhor não é simplesmente nos fazer passar, mas nos mostrar algo durante a passagem que certamente nos transformará para melhor quando alcançarmos o outro lado.

O final do Capítulo 3 nos mostra que quando os sacerdotes levaram a arca até o Jordão,

“(…) pararam-se as águas que vinham de cima; levantaram-se num montão, mui longe da cidade de Adã, que fica ao lado de Sartã; e as que desciam ao mar da Arabá, que é o mar Salgado, foram de todo cortadas; então, passou o povo defronte de Jericó. Porém os sacerdotes que levavam a arca da Aliança do Senhor pararam firmes no meio do Jordão, e todo o Israel passou a pé enxuto, atravessando o Jordão.”

Perceba que quando Deus mandou as águas do Jordão pararem, elas obedeceram, contudo, antes, Ele precisou fazer o povo parar. Assim, antes Dele parar o exterior, Ele precisou parar o interior. Dessa maneira, confie que o Senhor vai te fazer passar a pés secos o rio que você precisa passar, e ao invés de se preocupar com a travessia, pare, se consagre, abrace esse processo e foque na arca.  Com isso, as maravilhas do Senhor certamente alcançarão e serão visíveis na sua vida.

Semelhante caso aconteceu em 2 Crônicas 20, quando os filhos de Moabe e os filhos de Amom vieram à peleja contra o Rei Josafá. Diante da imensidão do exército inimigo, Josafá teve medo e grande angústia se apoderou dele (v.3, 9), todavia, ele tomou a melhor decisão: buscou ao Senhor. E sabe qual foi a resposta do Senhor para ele, querido leitor? “Ficai parado e vede o salvamento que o Senhor vos dará”

É normal que diante de uma grande travessia ou de uma grande batalha, fiquemos com medo, ansiosos, angustiados… mas que possamos sempre ir diante do Senhor, e se Ele nos disser pra ficarmos parados, confie, porque assim como Ele foi com o povo de Israel, Ele é com você. “(…) Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, mas de Deus” (2 Cr 20:15b). Aleluia!

Deixe seu comentário