Há muitos anos, uma menininha pura, inocente, muito preocupada e afobada se perguntava: será que um dia alguém vai gostar de mim?

Muito inquieta, achava defeito no seu corpo inteiro. Seu cabelo não era liso para ser atraente. Seu corpo? Gordinho demais para que alguém gostasse. A sociedade impunha seus padrões ao ponto dela não conseguir mais ver sua beleza. Ela começou a ser cegada pelas artimanhas dos homens.

Por muito tempo ela foi alvo de muitos apelidos maldosos e, a cada dia que passava, ela se convencia de que tudo o que diziam era verdade. A vergonha invadia o seu ser. Ela começou a ter medo de conhecer novos amigos e eles a fizerem sofrer mais ainda.

Anos e anos se passaram e a insegurança ainda batia em seu coração diariamente. Seus pais por diversas vezes a acharam chorando no quarto. O motivo? Era sempre o mesmo: “Não me acho bonita! Não sou bonita. Será que alguém um dia vai gostar de mim?”

Constantemente sua mãe sentava na beira da cama para acalentá-la e, antes que a filha adormecesse, sussurrava em seu ouvido: “Você é linda. O mundo apenas enxerga a bijuteria, pois são as coisas mais fáceis de comprar, mas o ouro poucos olham, pois sabem que é caro.” A mãe dela sempre a convencia de quão preciosa ela era para Deus e não para o mundo.

Sua mãe sempre foi sua melhor amiga. Com amor, a mãe passava todo o seu tempo contando as experiências pelas quais passara, tão parecidas com a da menina. A jovem se sentia mais aliviada ao saber que ela não fora a única a passar por toda essa inquietude.

E, assim, anos se passaram. Apesar de todo desânimo que ela sentia sobre ela mesma, não desanimava em buscar o Senhor com sua família. E permaneceu assim por longo anos. Até que um dia ela foi chamada para participar do serviço de música da igreja, tocando teclado. Com muito medo e vergonha, ela foi.

A cada participação, o medo se dissipava. Foi naquele lugar que Deus preparou para ela a cura de muitas das suas feridas e inseguranças. Foi naquele serviço, exercendo seu dom, que Deus mostrou a ela, pouco a pouco, seus verdadeiros amigos. Amigos esses que não ferem, mas que cuidam (Provérbios 17:17). Foi ali que tudo começou. Foi ali que sua história reiniciou.

Seu coração começou a ser inundado pelo amor de Deus de tal modo que ela nem lembrava mais de si mesma. Seu coração ardia em servi-Lo. Seu coração se aquietava na presença Dele. Ela achou seu real valor. Ela entendeu o motivo de ter sido criada. Ela compreendeu quem era ela em Deus. Suas inquietações já não a dominavam. Se elas sumiram por completo? Não. Mas o amor de Deus começou a completar todo o vazio que ela tinha em seus pensamentos.

Alguns anos depois, ela se dedicou a um projeto missionário nos Estados Unidos e no Canadá por 6 meses. Lá, por meio de uma irmã tão especial, recebeu o encorajamento que precisava para começar a orar por seu futuro marido. A jovem, então, escreveu uma carta para Deus, expondo exatamente todas as características que ela imaginava que ele teria.

Durante seu tempo de espera, por diversas situações, Deus vinha lhe mostrar o quão preciosa e importante ela era no corpo de Cristo. O Blog Eu Vos Escrevi foi parte importante do seu processo de amadurecimento também. Ela começou a compartilhar as experiências que tivera com Deus através de textos e isso a fez sentir-se mais convicta de quão especial ela era em Cristo. Ela sabia do seu valor. Tinha seus princípios bem definidos. Não aceitaria menos do que sabia que poderia merecer.

Um ano e meio depois, Deus respondeu à sua oração. Lembra daquela menininha afobada? Foi tomada pela resistência em pessoa. Ela estava disposta a não querer enxergar que aquele rapaz era o marido dela. Acredita?

Até que um dia, uma amada irmã-amiga, com quem tinha intimidade, lembrou-lhe da carta pela qual ela escreveu e falou: “Mas ele não é exatamente do jeitinho que você pediu a Deus?” Sim, ela respondeu. A partir dali, ela começou a orar e jejuar muito com seus pais e, a cada dia que passava, mais confirmações vinham tanto para ela e sua família quanto para seu futuro marido e a família dele. Dois anos após isso, se casaram.

—————–

Sabe, jovem, cada detalhe que essa menina passou teve um propósito (Eclesiastes 3:1). Ela não entendia, mas Deus já sabia do seu futuro maravilhoso. Assim acontece com todos. Tudo que Deus nos faz passar é para o perfeito plano Dele. Somos quem somos por causa dos processos pelos quais passamos.

Por isso, aproveite seu tempo de espera. Tente aprender coisas novas e preencher seu tempo com coisas úteis, que te acrescentem e que te façam crescer como pessoa.

Guarde sua vida no lugar certo: a igreja. Não tente lutar contra o mundo ou com amizades que amam as coisas do mundo. Se envolva na Igreja. Sirva na igreja. Fuja das paixões da mocidade (2 Timóteo 2:22). Esteja com quem de puro coração invoca o nome do Senhor. Isso te ajudará a ser guardado e a ser santificado.

Nunca se esqueça que você é amado e redimido por Deus! Você é precioso para Ele! Não deixe que os padrões da sociedade falem mais alto do que a voz do Criador. Por causa da obra de Cristo, você faz parte de uma uma obra-prima (Efésios 2:10). Seu valor é inestimável. Reconheça isso.

Firme bem seus princípios e valores em Cristo. Tenha certeza de quem é você para Deus. Mantenha contato com Ele por meio de orações, louvores, leitura da Palavra e de livros espirituais. Fundamente sua fé.

Não espere pela pessoa que te completa. Você precisa já estar completo em Cristo. Seu cônjuge precisa te fazer transbordar a vida de Jesus. Não aceite menos. Não troque seu direito de primogenitura, que é de ser um vencedor (Apocalipse 2:26), por um prato de lentilhas (Gênesis 25:29-34), que são os prazeres transitórios da carne.

Espere o amor na hora certa (Cantares 2:7). Não pule as etapas. Deixe que o Amor te desperte quando for a hora. Deixe Cristo conduzir sua vida amorosa. Ele dará a pessoa que você precisa, na medida certa e no tempo certo. Confie!

Que tal deixar Deus te surpreender? Deseje sempre o melhor Dele para você. Por isso, se guarde. Faça a sua parte. Você não tem nada a perder, muito pelo contrário, Ele dará muito mais que você pedir ou pensar (Efésios 3:20).

Acredite: o maior interessado em te ver bem é Deus. Por isso, deixe que Ele resolva o que você é incapaz de fazer. Ele é um Deus que tarda, mas que não falha! Ele sabe ser Deus em cada detalhe. Ele não erra!

E você, querido jovem? Como está sendo sua experiência de esperar no Senhor?

Seja abençoado.

“Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal.” Provérbios 3:5-7

“Espera pelo Senhor, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor.” Salmos 27:14

 

Deixe seu comentário