Se eu dissesse que você não tem defeitos, você acreditaria?

Bom… difícil a gente acreditar, né? Rsrs.

Mas, e se eu te dissesse que o Senhor pensa isso de você? 🙂

Quando eu olho pra mim, fico sem entender porque o Senhor me ama! Pecadora, tão insensível ao Seu falar, sem merecer Sua misericórdia, Sua bondade, Seu carinho, Sua atenção. Imagine amar alguém que te machuca muito… O Senhor não precisava me amar assim. Mas me amou! Aliás, Ele me ama!! E te ama também, querido jovem!

No Antigo Testamento vemos o tamanho amor de Deus pelo Seu povo. Podemos ver em detalhes em Ezequiel 16:5-14, mas aqui vamos destacar trechos de alguns desses versículos:

“Não se apiedou de ti olho algum, para te fazer alguma destas coisas, compadecido de ti; antes, foste lançada em pleno campo, no dia em que nasceste, porque tiveram nojo de ti. Passando eu por junto de ti, vi-te a revolver-te no teu sangue e te disse: Ainda que estás no teu sangue, vive.(…) Eu te fiz multiplicar como renovo do campo; cresceste e te engrandeceste, e chegaste a grande formosura (…) no entanto, estavas nua e descoberta. Passando eu por junto de ti, vi-te, e eis que o teu tempo era tempo de amores; estendi sobre ti as abas do meu manto e cobri a tua nudez; dei-te juramento e entrei em aliança contigo, diz o SENHOR Deus; e passaste a ser minha. Também te vesti de roupas bordadas, e te calcei com couro da melhor qualidade, e te cingi de linho fino, e te cobri de seda. Também te adornei com enfeites e te pus braceletes nas mãos e colar à roda do teu pescoço. Coloquei-te (…) linda coroa na cabeça. Assim, foste ornada de ouro e prata; o teu vestido era de linho fino, de seda e de bordados; nutriste-te de flor de farinha, de mel e azeite; eras formosa em extremo e chegaste a ser rainha. Correu a tua fama entre as nações, por causa da tua formosura, pois era perfeita, por causa da minha glória que eu pusera em ti, diz o SENHOR Deus.”

Isso foi o que ocorreu conosco! Não éramos povo de Deus. Éramos pobríssimos, mas o Senhor teve misericórdia de nós! Estávamos sem esperança, porém Ele nos acolheu e nos salvou, nos vestiu nos justificando, nos alimentou e nos tornou perfeitos por causa da Sua glória que Ele colocou em nós. Quanta graça! Nesse momento, já não somos mais quaisquer pessoas, pois recebemos misericórdia de Deus. Ele nos colocou na Igreja, no Seu jardim particular (Ct 4:16) e ali, nós somos um do outro, nossos olhos são só Dele e em Sua presença encontramos satisfação, segurança, amor, paz… Temos tudo!

Mas, apesar de todo esse amor e carinho que eu não merecia, ainda assim, muitas vezes volto o meu coração para o que não é Dele:

“Mas confiaste na tua formosura e te entregaste à lascívia, graças à tua fama; e te ofereceste a todo o que passava, para seres dele. Tomaste dos teus vestidos e fizeste lugares altos adornados de diversas cores, nos quais te prostituíste (…) Tomaste as tuas joias de enfeite, que eu te dei do meu ouro e da minha prata, fizeste estátuas de homens e te prostituíste com elas. Tomaste os teus vestidos bordados e as cobriste; o meu óleo e o meu perfume puseste diante delas. O meu pão, que te dei, a flor da farinha, o óleo e o mel, com que eu te sustentava, também puseste diante delas em aroma suave; e assim se fez, diz o SENHOR Deus. Em todas as tuas abominações e nas tuas prostituições, não te lembraste dos dias da tua mocidade, quando estavas nua e descoberta, a revolver-te no teu sangue” (Ez 16:15, 17, 19, 22).

Quando imagino que aquilo que possuo foram minhas mãos que me deram ou foi o mundo que me deu, então me volto a este buscando o que eu preciso (Os 2:5). Com isso, desprezo o amor do Senhor, O traio (ou O troco) e O entristeço grandemente. O Senhor tem ciúmes de mim e sofre quando estou longe da Sua presença (Ct 8:6, Tg 4:5)!

Depois que eu entristeço o Senhor, troco-O por tantas coisas, você sabe qual é o desejo do Seu coração?

“Mas eu me lembrarei da aliança que fiz contigo nos dias da tua mocidade e estabelecerei contigo uma aliança eterna. Estabelecerei a minha aliança contigo, e saberás que eu sou o SENHOR (Ez 16: 60, 62); Se um homem repudiar sua mulher, e ela o deixar e tomar outro marido, porventura, aquele tornará à ela? Não se poluiria com isso de todo aquela terra? Ora, tu te prostituíste com muitos amantes; mas, ainda assim, torna para mim, diz o SENHOR. Convertei-vos, ó filhos rebeldes, diz o SENHOR; porque eu sou o vosso esposo (…) Se voltares, ó Israel, diz o SENHOR, volta para mim; se removeres as tuas abominações de diante de mim, não mais andarás vagueando” (Jr 3:1, 14; 4:1)

Seu desejo é que eu me arrependa e me volte a Ele! Mesmo tendo machucado Seu coração, Ele me ama incondicionalmente! Nada há que se compare a esse amor!

Por causa desse grande amor, quando penso em caminhar em direção ao mundo ou já estou nele, O Senhor prepara uma maneira para que eu não consiga mais ir em direção aos meus “amantes:

“Portanto, eis que cercarei o seu caminho com espinhos; e levantarei um muro contra ela, para que ela não ache as suas veredas.” (Os 2:6).

O amor do Senhor já te cercou dessa forma? Você planeja fazer algo que queria há muito tempo, não percebe que aquilo pode te afastar do Senhor e, de repente… “O que houve?! Por que está dando tudo errado? Estava tudo tão planejado. Lutei tanto por isso! Não consigo passar para o outro lado!!” – É muito desesperador!

Mas apesar de toda nossa inquietação, o Senhor sabe o que é melhor para nós. Um exemplo: pode ser que aquilo que eu deseje seja somente um emprego novo, um em que eu tenha um melhor salário e possa comprar algo com o que sonho. Se eu conseguisse a vaga, pode ser que servindo ao Senhor (como muitos irmãos o fazem), mas, e se o dinheiro usurpar o meu coração e eu me esquecer do Senhor? Muitos podem ser os possíveis amantes da nossa vida. Mas nosso Amado Deus quer que fiquemos longe deles. Por isso nos cerca. Ele realmente sabe o que é melhor para nós (Rm 8:28) e nos ama muito para deixar-nos ir tão longe!

“Ela irá em seguimento de seus amantes, porém não os alcançará; buscá-los-á, sem, contudo, os achar(…)” (Os 2:7)

O Senhor então brilha Sua luz sobre nós, mostrando que esse muro em nossa volta é por amor! Ele sabe que se eu for para longe, eu O abandonarei. E apesar de tanto lutar contra o Seu amor a favor do que acho que é melhor pra mim, Ele então me cerca, me constrange e minha única resposta só pode ser:

“(…) Irei e tornarei para o meu primeiro marido, porque melhor me ia então do que agora.” (Os 2:7)

Aleluia!! Não há outro lugar tão maravilhoso para nós! Nosso Deus nos ama incondicionalmente apesar das nossas falhas! É Ele quem nos dá todas as coisas por amor, e não o mundo. Precisamos sempre ver as situações lembrando de que O Senhor tem o controle. Querido jovem, Ele não está presente apenas ao nosso lado, mas dentro de nós, em nosso espírito! Ele vê não somente o passado e o presente, mas sabe o que está a nossa frente. Ele tem o melhor para mim e para você! Que o Senhor nos ilumine dia a dia para percebermos que Ele quer nos proteger a cada momento e que somos tão especiais pra Ele, não simplesmente pelo que podemos fazer, mas porque Ele nos amou tanto que colocou Sua glória em nós! Isso nos faz muito especiais!

Arrebataste-me o coração, minha irmã, noiva minha; arrebataste-me o coração com um só dos teus olhares (…) Tu és toda formosa, querida minha, e em ti não há defeito.” (Ct 4:9, 7)

E agora, se eu dissesse que você não tem defeitos, você acreditaria? 🙂

(Esse texto foi inspirado no livro: “O imutável amor de Deus” publicado pela Editora Árvore da Vida).

 

Deixe seu comentário