Todas as cicatrizes contam uma história. Quem as carrega certamente pode contar os fatos e as circunstâncias nos quais as adquiriu. E qual de nós não possui pelo menos uma cicatriz? Quem nunca se feriu quando criança? Sofreu um acidente, uma queda ou uma cirurgia? Essas situações deixam feridas externas, mas há também as feridas internas.

Alguns podem ter passado por acontecimentos que deixaram marcas na personalidade: traumas, angústias, depressão, síndrome do pânico ou qualquer outra coisa. Essas são nossas histórias, contadas por nossas cicatrizes.

Certa vez, estávamos eu, com apenas 10 anos de idade, e meu irmão com 1 mês de nascido no andar de cima da casa onde morávamos. Eu brincava e ele dormia tranquilamente. Minha mãe estava ocupada com afazeres domésticos, no andar de baixo. De repente, meu irmão acordou e começou a chorar muito. Eu quis levá-lo para minha mãe, porém minha tia estava lavando a escada com água, o que a deixou escorregadia. Eu ignorei a situação e o levei mesmo assim, pois o choro já me incomodava. E como vocês já podem ter imaginado, escorreguei na escada com meu irmão. Porém, Deus nos guardou e me fez proteger meu irmão com um abraço e nada sério aconteceu, apenas ralei as costas, já que cai para trás. Certamente, este é um fato que me marcou, tanto física como psicologicamente. Essa é a história de uma das minhas cicatrizes.

Eu ter me machucado para que meu irmão não se ferisse, apesar de toda imprudência de uma criança de 10 anos, faz-me lembrar de outra história que de imprudente nada apresenta, contada por certas cicatrizes. Uma verdadeira história de amor, do início ao fim.

A Bíblia conta essa história: Deus nos criou para que vivêssemos em uma relação de amor com Ele. Entretanto coube a nós escolher: viver ou não esse amor. E nós fizemos uma escolha insensata: deixamos essa relação para ferir a nós mesmos com pecado, morte e separação de Deus.

“Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”  – Romanos 3:23

“Porque o salário do pecado é a morte” – Romanos 6:23a

“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça.” –  Isaías 59:2

Essa ferida nunca iria cicatrizar se não fosse por um ato de amor inacreditável: o Filho unigênito de Deus carregou em seu corpo os pecados de toda a humanidade e tomou sobre si as nossas enfermidades e levou sobre si as nossas dores (Is 53:4), tendo que sofrer as mesmas consequências do pecado: morte e separação de Deus (Mt 27:46). Seu Filho precioso, que não tinha pecado, fez-se pecado na cruz por cada um de nós e morreu em nosso lugar para nos perdoar e para curar a nossa ferida. Esse foi maior sacrifício de Deus.

“Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus”. – 2 Coríntios 5:21 (NVI)

Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados. ” – 1 Pedro 2:24 (NVI)

A morte, porém, não reteve Jesus. (At 2:24). Decorrido três dias, Ele ressuscitou em um corpo glorificado e perfeito em todos os sentidos, exceto em um: suas cicatrizes permaneceram (Jo 20:27)!

E Jesus disse a Tomé: “Coloque o seu dedo aqui; veja as minhas mãos. Estenda a mão e coloque-a no meu lado. Pare de duvidar e creia”. – João 20:27

Isso mostra que Ele sabe o que é sofrer, sabe o que é sentir dor e certamente pode se compadecer de nossas dores e fraquezas (Hb 4:15). Ao crermos Nele e em sua obra de amor, nossos pecados são perdoados, nossa iniquidade é retirada, somos limpos de todas as situações do passado. Somos redimidos e as nossas feridas são saradas com amor. Veja bem, Ele foi ferido para nos sarar!

Quando olhar para suas cicatrizes ou feridas, lembre-se de Jesus Cristo (2 Tm 2:8). Lembre-se que as marcas do sacrifício feito para nos conduzir ao nosso Pai resistiram e nunca irão desaparecer. Os nossos estigmas revelam dor e fragilidade, mas os de Deus mostram perdão e cura, misericórdia e graça. A história de Seu amor infinito por cada um de nós continuará sendo contada pelas cicatrizes de Deus por toda a eternidade, porque todas as cicatrizes contam uma história.

“Mas ele foi traspassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe a paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados” Isaías 53:5 (NVI)

Inspirado no vídeo “Cicatrizes” do canal do Dan Stevers. Você pode acessá-lo aqui.

Deixe seu comentário