O dia do casamento é um dos acontecimentos mais esperados na vida de um jovem. Em especial para as meninas, esse momento já começa a ser vislumbrado ainda na infância. Pensar nos detalhes da festa, o vestido ideal, os convidados, as comidas e o noivo, fazem muitas sonharem mesmo estando acordadas, não é mesmo?

Em relação a esse tema, 2018 será um ano marcante para minha família. Minha irmã vai se casar! Uma mistura de alegria e saudade já começaram a invadir nossos corações. Em meio a tantos sentimentos e preocupações, algo em especial me chamou a atenção: a vida de noiva que ela tem experimentado. Se existe alguém  comprometido com os detalhes deste grande dia, esta pessoa é a própria noiva! Geralmente, a participação do noivo envolve detalhes da casa onde o casal irá morar, o pai se atenta para os gastos (rsrs), a mãe para a lista de convidados e amigas para os deveres de madrinhas. Mas a noiva, essa sim é a que mais se entrega no planejamento de cada item da cerimônia e vida após a festa. Observando o trabalho dela em projetar cada mínimo detalhe do dia de seu sim, fui tocada em meu interior a analisar como tenho sido como noiva do Senhor.

A Bíblia é clara em tratar a Igreja como noiva de Cristo (Ct 4:12). Quem é membro do corpo de Cristo, faz parte de Sua Igreja e, portanto, é Sua noiva (Ef 5:23-32). Diante disso, eu, uma jovem atualmente solteira segundo a lei dos homens, sou comprometida no aspecto espiritual com meu Noivo. Portanto, amado irmão e irmã, independentemente de seu status aqui na terra, se já recebeu a Jesus como seu Senhor, você está prestes a se casar! Por isso, precisa estar entregue aos preparativos que antecedem o grande dia.

Ainda segundo a Bíblia, da parte do Noivo, tudo já está preparado (Jo 14:2).

Enviou ainda outros servos, com esta ordem: Dizei aos convidados: Eis que já preparei o meu banquete; os meus bois e cevados já foram abatidos, e tudo está pronto; vinde para as bodas (Mt 22:4).

E quanto a nós, a noiva? Tudo está pronto? Nosso viver tem expressado alegria e entusiasmo por um momento tão marcante que se aproxima? Se olharmos nossa condição sob a luz do Senhor, veremos que há muito a ser feito.

A história de Ester pode nos direcionar com respeito aos detalhes a serem atentados por uma virgem que se prepara para ser desposada (Et 2:8-17). Em o tratamento de beleza de Ester – como foi sua preparação para se apresentar ao rei?, podemos ver que a bela Ester era uma das candidatas escolhidas para ser a futura rainha em um dos reinos mais poderosos da época (Et 1:1).  Entretanto, ela precisou passar por um tratamento especial no período que antecedeu às suas bodas. Essa preparação consistiu na utilização de especiarias (mirra e perfumes) que em nossa experiência cristã, representam a necessidade de mortificar nossas características caídas e deixar a vida ressurreta de Cristo conduzir nossas ações.

Além do tratamento com especiarias visto na história de Ester, precisamos ainda preparar vestes adequadas para sermos introduzidos na presença do rei e desfrutar das nossas bodas. Ele nos convida ao banquete, mas sem atentarmos a esse fato, certamente não seremos aceitos (Mt 22:1-14). A Palavra mostra que nossas vestes representam nossos atos de justiça. Entretanto, nossa justiça própria é como trapos imundos (Is 64:6). O que fazer então? Bordar novas vestes, por meio de deixar o Senhor trabalhar em nós a Sua vida e natureza santa e irrepreensível (Sl 45:13-14).

Portanto, amados jovens, entreguem-se ao trabalhar do Senhor a cada momento. Por meio de um viver que expressa a Deus em toda circunstância, podemos nos preparar para o grande dia de Cristo e Sua noiva. Essa data tão especial está cada vez mais próxima! Quanto a nós, a noiva, não podemos deixar que o Noivo chegue e nos encontre despreparada (Mt 25:1-13).

Não fique apenas idealizando por um grande dia aqui neste mundo de aparências e passageiro, mas sonhe, planeje e execute as ações necessárias para o casamento mais lindo e especial de todas as eras: a sua união com Cristo pelos séculos dos séculos (Ap 19:7-8; 21:2)!

Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegra no meu Deus; porque me cobriu de vestes de salvação e me envolveu com o manto de justiça, como noivo que se adorna de turbante, como noiva que se enfeita com suas joias (Is 61:10).

 

Deixe seu comentário