Parte 2: Filhos e Servos

Como falamos na Parte 1 (Porque precisamos de Salvação? | Parte 1: O destino da humanidade), a humanidade estava condenada a uma vida sem Deus, porém Deus nos amou e entregou o seu filho como sacrifício para nos proporcionar um novo e vivo caminho para redenção e reconciliação com Ele. Agora, vamos entender como é o processo de transformação e santificação da nossa natureza e qual o papel e atitudes esperadas por aqueles que creram e foram salvos por Cristo.

Somos nova criatura e filhos

  • “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”. 2 Coríntios 5.17 NVI

A partir do momento que somos salvos, somos novas criaturas em Deus, nascidos do Espírito, um novo homem em que habita o Espírito Santo. Esse novo homem agora é filho, filho herdeiro de todas as bênçãos e do reino vindouro do nosso Senhor Jesus.

  • “Vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai!” Gálatas 4.4-6 NVI
  • “Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos?” 1 Coríntios 6.19 NVI
  • “Pois vocês não receberam um espírito que os torne, de novo, escravos medrosos, mas sim o Espírito de Deus, que os adotou como seus próprios filhos. Agora nós o chamamos “Aba, Pai”, pois o seu Espírito confirma a nosso espírito que somos filhos de Deus. Se somos seus filhos, então somos seus herdeiros e, portanto, co-herdeiros com Cristo. Se de fato participamos de seu sofrimento, participaremos também de sua glória”. Romanos 8:15-17 NVT

A partir da salvação e da nova vida em Cristo, o fazer o bem é fruto da transformação que o Espírito Santo faz em nossa vida, é uma resposta ao ato de amor de Deus por nós.

  • “Nós amamos porque ele nos amou primeiro”. 1 João 4.19 NVI
  • “Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie. Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para nós as praticarmos”. Efésios 2.8-10 NVI

Como filhos, Deus espera que possamos cooperar com ele anunciando seu amor de diferentes formas. Não fizemos nada para merecer a salvação, mas a consequência da salvação é uma vida de serviço a Deus e ao próximo. Precisamos ter atitudes e obras que demonstrem a nossa fé, somente crer e não fazer nada é considerada uma fé morta. As boas obras fundamentam-se em fazer a vontade de Deus, expressa nas escrituras, e amar as pessoas.

  • “Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta. Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé.” Tiago 2.17-18
  • “Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras”. Tito 2.14 NVI

E se eu pecar?

A partir do momento que recebemos uma nova vida em Cristo, iniciamos um processo de regeneração e santificação que nos capacita a vencer o pecado. A Bíblia nos mostra que vencer o pecado é necessário e possível. Isso não significa que nunca mais iremos pecar, pois o ser humano ainda possui a natureza corrompida, mas agora, a partir de um arrependimento genuíno, podemos nos achegar a Deus, confessar nosso erro, pedir perdão e desfrutar da infinita misericórdia do nosso Deus.

  • “Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós” 1 João 1.8-10 NVI
  • “Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo” Tito 2.11-13 NVI

A obra de Jesus foi tão completa que quando o aceitamos como nosso Senhor TODOS os nossos pecados são perdoados, do mais antigo ao mais recente, do mais simples ao mais grave. 

Precisamos ter consciência do perdão que recebemos. Pode acontecer de falharmos, de pecarmos novamente, mas uma vez que nos arrependemos somos perdoados, mesmo que ainda permaneça um sentimento de culpa, se houve arrependimento, haverá perdão. Muitas vezes o inimigo de Deus vai usar da nossa emoção para nos enganar, criando acusações na nossa mente, trazendo um sentimento de culpa, fazendo-nos pensar que não podemos receber  o perdão de Deus. No entanto, precisamos crer na promessa de Deus, saber e agir como alguém que recebeu o perdão de Deus. Com o tempo, o Senhor vai nos ensinar a diferenciar a acusação de Satanás da reprovação do Espírito Santo.

  • “Como são felizes aqueles que têm suas transgressões perdoadas, cujos pecados são apagados. Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa.” Romanos 4.7-8 NVI
  • “Então ouvi uma forte voz do céu que dizia: “Agora veio a salvação, o poder e o Reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo, pois foi lançado fora o acusador dos nossos irmãos, que os acusa diante do nosso Deus, dia e noite” Apocalipse 12.10 NVI
  • “Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus, porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte.” Romanos 8.1-2 NVI

Não lute sozinho

A partir do momento que nos tornamos filhos de Deus e iniciamos uma nova vida com Cristo, iremos travar diversas batalhas. As batalhas serão contra o nosso velho homem, aquele que gostava do pecado, serão contra o inimigo de Deus, que vai tentar nos derrubar e nos levar de volta à antiga vida de diversas formas.

Jesus nos chama a viver uma vida em que nós crucificamos o nosso velho homem, negando nossas vontades para viver para Ele. Além disso, Deus preparou algo para nos fortalecer, nos ajudar a vencer o mundo e nos tornar maduros. A fé não é para ser vivida sozinha, por isso Deus nos deu a igreja. É na igreja que iremos colocar em prática tudo o que o Senhor nos ensina. A igreja não é um lugar, ela é o corpo de Cristo composta por todas as pessoas que entregaram sua vida a Jesus.

Assim como no corpo humano, a igreja possui muitos membros diferentes, com funções diferentes, entretanto esses cooperam entre si para alcançar um objetivo. Assim, o objetivo da igreja é trabalhar no nosso ser, ensinando-nos a amar a Deus e ao próximo para nos tornar maduros e conhecedores dos mistérios e promessas de Deus. Permita-se conhecer e ser igreja, esse ajuntamento de pessoas diferentes, com cabeças diferentes, imperfeitas, porém que aprendem continuamente a viver em unidade ouvindo o único cabeça, Cristo.

  • “Por isso digo: Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam.” Gálatas 5.16-17 NVI
  • Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” Mateus 16.24 NVI
  • “Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo”. 1 Coríntios 12.27 NVI
  • “Deus colocou todas as coisas debaixo de seus pés e o designou como cabeça de todas as coisas para a igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que enche todas as coisas, em toda e qualquer circunstância” Efésios 1.22-23 NVI
  • “E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres,com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado, até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo.” Efésios 4.11-13 NVI

A vida eterna

  • “E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho” 1 João 5.11 NVI
  • “E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna” 1 João 2.25 NVI

Por fim, a palavra nos mostra que, a partir do momento que somos salvos, recebemos a vida eterna. Cristo é a primícia de uma ressurreição que irá alcançar a todos os que creram. A morte não tem mais poder sobre nós, pois temos a promessa da ressurreição para uma vida eterna com Cristo. Deus nos promete no seu reino um novo corpo, incorruptível, sem pecado, sem doenças, sem morte.

  • “Mas Cristo de fato ressuscitou dos mortos. Ele é o primeiro fruto da colheita de todos que adormeceram. Uma vez que a morte entrou no mundo por meio de um único homem, agora a ressurreição dos mortos começou por meio de um só homem. Assim como todos morremos em Adão, todos que são de Cristo receberão nova vida. Mas essa ressurreição tem uma sequência: Cristo ressuscitou como o primeiro fruto da colheita, e depois todos que são de Cristo ressuscitarão quando ele voltar. Então virá o fim, quando ele entregará o reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todos os governantes e autoridades e todo poder” 1 Coríntios 15.20-24 NVT

Diante de tão maravilhosa obra e de tantas promessas de Deus, pode surgir a pergunta: todos serão salvos?

  • “Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.” João 3.36

Como descrito no versículo 36 do evangelho de João, a resposta é não, nem todos serão salvos. Conforme apresentado na parte 1 deste texto, o ser humano tem duas escolhas: passar a eternidade com Deus ou sem Deus. A ausência de Deus é chamada na Bíblia de castigo eterno ou horror eterno. No evangelho de Mateus, Jesus menciona uma porta estreita que leva à vida e uma porta larga que leva à perdição e diz que poucos são os que escolhem a porta estreita.

  • “Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram” Mateus 7.13,14 NVI
  • “Multidões que dormem no pó da terra acordarão: uns para a vida eterna, outros para a vergonha, para o desprezo eterno” Daniel 12.2 NVI

Ao mesmo tempo que Deus nos dá a oportunidade de receber perdão e a vida eterna, Ele espera que assumamos um compromisso com Ele. Esse compromisso exige abandonar as coisas que nos afastam de Deus ou que são contrárias a seus princípios para viver uma nova vida. Porém, assim como aconteceu nos tempos em que Jesus esteve na terra, muitas pessoas irão rejeitá-Lo por diversos motivos: amor às coisas terrenas e os prazeres do mundo, descrença na existência de um mundo espiritual, etc. O ponto é que muitas pessoas irão, conscientemente, rejeitar essa salvação.

A graça de Deus está disponível para todos e Ele deseja que todos sejam salvos, mas essa é uma escolha individual, alguns respondem com fé, isto é, confiando na mensagem de salvação, e outros endurecem seus corações.

  • “Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos. Esse foi o testemunho dado em seu próprio tempo” 1 Timóteo 2.3-6 NVI
  • “Povo rebelde, obstinado de coração e de ouvidos! Vocês são iguais aos seus antepassados: sempre resistem ao Espírito Santo!” Atos 7.51 NVI

Ele está vindo

Em diversos livros do novo testamento o Senhor nos fala de sua segunda vinda, onde Ele irá julgar a terra e estabelecer seu reino. Nesse momento, a terra será desfeita e todo o pecado será destruído. Jesus renovará todas as coisas! Para os salvos, será um momento de muito alegria, contudo, para aqueles que rejeitaram Jesus, será um dia de medo e angústia.

Não sabemos quando isso ocorrerá, mas Deus nos indicou sinais (guerras, desastres naturais, falsos profetas, etc.), a fim de ficarmos atentos e podermos remir o nosso tempo. O que Deus preparou para nós na eternidade é algo tão incrível e extraordinário que a nossa mente limitada não consegue imaginar.

  • “Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão somente o Pai. Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do homem. Pois nos dias anteriores ao Dilúvio, o povo vivia comendo e bebendo, casando-se e dando-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca; e eles nada perceberam, até que veio o Dilúvio e os levou a todos. Assim acontecerá na vinda do Filho do homem” Mateus 24.36-39 NVI
  • “Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre” 1 Tessalonicenses 4:16-17 NVI
  • “Todavia, como está escrito: “Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam” 1 Coríntios 2:9 NVI

Próximos passos

Agora que você sabe por que você precisa ser salvo, recomendo-lhe algumas atitudes:

  • Se você ainda não recebeu Jesus como Senhor da sua vida e Deus tocou seu coração, pare agora e ore! Converse com Ele, derrame-se, entregue-se, arrependa-se, invoque o nome do Senhor Jesus!! Confesse Jesus como seu Senhor e creia em seu coração que Ele morreu e ressuscitou dentre os mortos. Receba essa nova vida e deixe o Espírito Santo começar a transformar você.
  • Leia a história do amor de Deus descrita na Bíblia. É essencial a busca por entendimento pela leitura da palavra. Em caso de dúvidas leia: Por que eu devo ler a Bíblia?
  • Não lute sozinho. Através do blog  Eu Vos Escrevi você pode entrar em contato com vários irmãos. Converse sobre sua experiência e se aproxime para que juntos, como Igreja, possamos iniciar essa caminhada de fé e de transformação.
  • Pratique aquilo que o Senhor tem lhe ensinado. A vida com Deus não é passiva, mas ativa, é uma vida de ação. Fé é uma decisão seguida de obediência, envolve colocar em prática o que você crê. Essa ação é manifestada pela oração e o envolvimento na obra Deus junto à sua igreja.
  • Fale sobre esse amor. Deus nos chamou para sermos canais de graça e amor para outras pessoas, anunciando seu evangelho de forma que outros também possam conhecer a Deus e serem salvos.
  • Que você permita Deus tocar seu coração e que conheça esse amor poderoso para mudar seu destino para sempre. 

Obrigado pelo seu tempo 🙂

“Hoje lhes dei a escolha entre a vida e a morte, entre bênçãos e maldições. Agora, chamo os céus e a terra como testemunhas da escolha que fizerem. Escolham a vida, para que vocês e seus filhos vivam!” Deuteronômio 30:19 NVI


Colaboração enviada por Patrick Alves. 

Envie sua Colaboração para o Eu Vos Escrevi! Para saber como, clique aqui.



 

 

Deixe seu comentário