Frieza espiritual: esse é um problema que existe dentro de todos os grupos cristãos. Provavelmente, jovem, você conhece um amigo que vai para os cultos, mas que fica conversando o tempo inteiro e que não consegue tocar na vida de Deus. Existe também aquele que foge na hora da palavra e se reúne com outros no banheiro. Por fim, há aquele que faz do bebedouro o ponto de encontro.

Independente da situação, quando essas atitudes não são obras da coincidência, pode-se dizer que representam os sintomas dessa doença que se espalha pelos filhos de Deus. A frieza espiritual é um mal e tem de ser encarada como tal.

Nesse texto, quero te contar mais uma história sobre as galinhas do meu pai. Vou te contar como ele agiu heroicamente ao salvar a vida de um pintinho e as aplicações relacionadas à frieza espiritual que eu tirei dessa história, a qual meu pai amou recontar pelo menos umas 3 vezes (se seu pai também é assim, por favor, conta pra mim nos comentários).

O Secador de Cabelo que Ressuscitou uma Vida

Desde que nos mudamos para um lote um pouco maior, meu pai, a cada período de tempo, encontra novas utilidades para o espaço. Inicialmente, ele gramou, depois plantou. Quando já existiam plantas suficientes, foi a vez de construir uma horta. Mais recentemente, há alguns meses, a diversão foi o galinheiro e as galinhas.

De início, meu pai não queria que as galinhas chocassem. Elas tinham duas finalidades: ovos e panela. No entanto, há pouco tempo meu pai decidiu que queria ver os pintinhos.

Ver os pintinhos nascerem é bem legal. O mais interessante é perceber que são vidas pequenas, frágeis e que demandam nossa atenção. Com isso, era necessário ter cuidado especial: protegê-los da chuva.

Certo dia, aqui em Brasília, tivemos uma repentina e duradoura chuva. Em outras ocasiões, era possível identificar a proximidade da chuva com a chegada das primeiras nuvens e meu pai tinha tempo para checar se todos os pintinhos estavam protegidos dentro do galinheiro ou sob as asas da galinha-mãe.

Contudo, naquele dia não foi possível. Logo, desde o começo dos trovões e da água incessante até o momento em que cessaram, meu pai estava totalmente preocupado com os pintinhos.

Assim que o tempo recuperou sua estabilidade foi a hora de checar se tudo estava certo. Ao fazer isso, meu pai reparou que havia um pintinho caído no chão, todo molhado e com olhos fechados.

Ele o pegou pelo pé e o pintinho estava mole. “Está morto“, meu pai pensou. Por ser alguém que respeita a vida, decidiu cavar a cova daquele pintinho. Ele o colocou de lado e fez o buraco para enterrá-lo. Em seguida, o pegou de volta e jogou dentro da cova.

Ao fazer isso, meu pai reparou um movimento sutil. Talvez aquele fosse o último grito animal, com as últimas forças. Era o melhor que aquele pintinho podia fazer no momento. Não foi forte, não foi exagerado. Foi sutil, mas foi sincero.

Vendo isso, a ficha do meu pai caiu: “será que é frio? Pode ser hipotermia”. Então, olhou para aquele pintinho e disse a si mesmo: “não vou enterrá-lo vivo! Vou fazer de tudo para salvá-lo“.

Decidido a salvá-lo, meu pai o pegou novamente e o trouxe para dentro de casa. Começou a enxugá-lo e providenciou panos quentes para aquecê-lo. Não era o suficiente.

Percebendo que seria necessário mais calor, meu pai foi até minha mãe e pediu emprestado seu secador de cabelo. Trouxe-o e começou a jogar ar quente sobre o pintinho, que em em pouco tempo estava seco e sua vida havia sido salva!

Frieza Espiritual Causa Morte

Essa história me impressiona porque aqui, literalmente, o frio poderia ter causado a morte do pintinho. Quando eu ouvia o que meu pai me contava, eu pensava: “puxa vida, quantas vezes nós esfriamos e pensamos que isso não é nada. Quantas vezes eu me esqueço que frieza espiritual causa morte?”.

Existe um alerta bíblico sobre a frieza espiritual… registrado em Mateus 24:12: “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará“. Jovem, eu acredito que você não deseja morrer espiritualmente. Por isso, as lições mais valiosas que podem manter sua vida espiritual são as que estão a seguir.

Lição 1: Frieza Espiritual se Previne ESTANDO NO LUGAR CERTO

Existia um lugar correto para os pintinhos estarem. Esse lugar era dentro do galinheiro ou debaixo das asas da galinha-mãe. Esse pintinho que sofreu hipotermia em razão do frio estava no lado de fora.

E você, jovem, onde está?

Em “as galinhas do meu pai voltam para o galinheiro sozinhas“, eu mostrei que o galinheiro é o ambiente da Igreja, o qual com toda certeza é o lugar mais seguro para seu crescimento.

As galinhas-mãe são os nossos tutores e curadores (Gl 4:2). São os apóstolos, evangelistas, pastores e mestres que Deus designou para o cuidado da Igreja (Ef 4:11). Suas asas e seu calor espiritual são capazes de proteger e evitar que você sofra o frio. Basta que você esteja perto o suficiente.

Portanto, fica a dica: aproxime-se desses irmãos e irmãs, e se permita ser cuidado por eles. Assim você estará prevenido contra a frieza espiritual!

Lição 2: Frieza Espiritual se Combate CLAMANDO SINCERAMENTE

Se em algum momento você encontrar meu pai, peça para que ele conte essa história e especialmente a reação do pintinho ao cair na cova. A riqueza de detalhes é de tocar o coração.

Estou mencionando isso porque, pela maneira como ele conta, parece até que o pintinho suplicou pela sua vida e pela sua salvação. Segundo meu pai, o pintinho empregou suas últimas forças para clamar sinceramente por sua vida.

Sabe, meu amigo jovem, se um dia você estiver na situação de ser colocado na cova, acredite, basta um sincero clamor do seu coração arrependido para que Deus ouça você! Um movimento sutil, sem força e sem exagero, mas cheio de sinceridade será o suficiente para tocar o coração de Deus.

Certa vez, Jonas estava dentro do ventre do grande peixe e para ele aquele era o fim. Ele era como esse pintinho na cova. A Bíblia registra sua oração, veja só:

“E orou Jonas ao SENHOR, seu Deus, das entranhas do peixeE disse: Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha vozPorque tu me lançaste no profundo, no coração dos mares, e a corrente das águas me cercou; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado por cima de mim. E eu disse: Lançado estou de diante dos teus olhos; todavia tornarei a ver o teu santo templo. As águas me cercaram até à alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça. Eu desci até aos fundamentos dos montes; a terra me encerrou para sempre com os seus ferrolhos; mas tu fizeste subir a minha vida da perdição, ó Senhor meu Deus. Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do Senhor; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo. Os que observam as falsas vaidades deixam a sua misericórdia. Mas eu te oferecerei sacrifício com a voz do agradecimento; o que votei pagarei. Do Senhor vem a salvação. Falou, pois, o Senhor ao peixe, e este vomitou a Jonas na terra seca.” (Jonas 2:2-10).

Faça como Jonas: clame sinceramente. Deus ouvirá. Deus responderá. Ele fará subir a sua vida da perdição e dará salvação. Se você estiver na cova, Deus fará você sair dela!

Lição 3: Frieza Espiritual se Aniquila USANDO O CALOR

Não bastou retirar o pintinho da cova, foi necessário secá-lo completamente. Isso incluiu não somente o contato humano, mas o uso de uma ferramenta, o secador.

Jovem, se você um dia estiver mal, acredite, seu Criador, Aquele que cuida de você e o ama irá ouvir seu clamor. Deus pode fazer isso diretamente, dando uma experiência particular sua para com Ele. Deus também pode fazer isso indiretamente, enviando alguém para lhe ajudar.

Na maioria das vezes, essa pessoa irá se aproximar e fornecer todo o contato humano que você precisa para sair da hipotermia. Ela trará as ferramentas da palavra, da oração, do invocar, do profetizar e do ruminar. Ela levará você a praticar os exercícios da academia de Deus. Eventualmente, pode até ser que ela se torne seu companheiro espiritual.

Essas práticas aquecem o nosso espírito e aumentam nosso amor a Deus e às pessoas. Se você deseja saber mais sobre como praticar isso, acesse os textos linkados acima.

Leve a Sério a Frieza Espiritual: Aqueça o Seu Interior

frieza espiritual

Jovem, espero que este texto tenha sido útil para você. Desejo sinceramente que você consiga perceber que a frieza espiritual é algo sério. Por isso, não pegue sereno e não fique debaixo da chuva do pecado, do mundo e do egoísmo. Esses pingos são frios e a depender da intensidade podem se apresentar como gelo!

Cuidado! Frieza espiritual gera morte! Em compensação, calor espiritual gera vida! Por isso, se aqueça junto aos irmãos.

Sinta o calor que vem de Deus e que se transmite através dos nossos tutores e curadores.

Achegue-se sob suas asas e vá para dentro do galinheiro. Você pode ter a segurança, a certeza e a alegria que você será alimentado, protegido e salvo.

Jesus é o Senhor!

Atenciosamente,

– Vitão.

Deixe seu comentário