Quem de nós nunca se sentiu indigna daquilo que o Senhor tem a oferecer?! Quem nunca desanimou ao olhar sua condição? Sim, amada irmã, saiba que você não é a única! Mas creia que esta série: “BASTA TER UM CORAÇÃO”, irá te mostrar o quão importante você é e te levará a ser uma mulher empoderada por Cristo. Você será inspirada por algumas mulheres da Bíblia que fizeram a diferença, não pelo que tinham, mas pelo seu coração. CREIA: Você pode ser tão especial quanto elas foram!

Qual o significado do seu nome? Sabia que ele diz muito sobre você? Iniciaremos falando sobre Tamar, começando pelo seu significado. Tamar significa “palmeira”, “permanecer ereta”. Mas o que isso tem a ver com a sua história?

Em Gênesis 38 diz que Tamar se casou com o filho mais velho de Judá, Er. Porém, como este era mau perante o Senhor, Ele o fez morrer (vs. 6- 7).

Pela lei do levirato, ela tinha direito de seguir sua descendência com Onã, irmão de Er, tendo relações sexuais com o cunhado apenas para gerar um herdeiro para o falecido esposo, sendo que, após a concepção, ela seria novamente viúva e não poderia mais ter relações sexuais. Porém Onã não tinha o desejo de dar a descendência a seu irmão e ele jogava seu sêmen na terra. Então o Senhor também permitiu que ele morresse (vs.9-10).

Diante desse cenário, Judá começou a achar que o problema estava em Tamar e não nos seus filhos e lhe prometeu dar seu filho mais novo, quando crescesse, Selá. (v. 11).

O tempo foi passando e ficou claro para Tamar que, se dependesse de Judá, ela estaria condenada a ser uma viúva sem filhos.

Após Rúben ter perdido a primogenitura por desejos carnais (Gênesis 35:22; 49:3-4) como também Simão e Levi perderam a primogenitura por causa da traição cometida (Gênesis 34:25-31; 49:5-7), a benção da descendência recaiu sobre Judá (Gênesis 49:8-12). Porém, nem Judá valorizou tanto como Tamar a sua descendência.

Após a morte de Sua, esposa de Judá, e conhecendo os hábitos do sogro, ela colocou em prática uma estratégia ousada: se fez passar por uma prostituta cultual (Gênesis 38:16).

As prostitutas cultuais cobriam seus rostos e eram usadas nos cultos de fertilidade no Oriente Médio e essas práticas eram consideradas normais na época. Nesses cultos acreditava-se que a colheita e os rebanhos eram aumentados pelo intercurso sexual com as prostitutas cultuais.

Judá preferiu se entregar a uma prostituta do que a concretizar o direito de primogenitura na sua vida. Por isso, ele diz que Tamar foi mais justa do que ele (Gênesis 38:26).

Ao deitar-se com Judá, ela exigiu que deixasse como recompensa o selo, cordão e seu cajado (Gênesis 38:18). Após três meses quando souberam que ela estava grávida, ela confiadamente mostrou as provas de quem era o pai dos seus filhos (Gênesis 38:24-25)!

Assim como Tamar, seja firme como “uma palmeira” diante das promessas deixadas pelo Senhor na palavra! 

“Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão.” Marcos 13:31

Não abra mão de ter uma vida abençoada por Deus. Não permita Satanás te desanimar diante das circunstâncias da vida. Se você recebeu a Palavra da Promessa de Deus que Ele jamais te deixaria (João 14:18a), não desanime, não deixe que as situações contrárias a façam desistir. 

Mesmo que, à semelhança de Tamar, o mundo com as artimanhas dos homens a julguem pelo viver de buscar a Deus, buscar ter um viver elevado diante Dele, não desanime, pois Aquele que está conosco é maior do que aquele que está no mundo (1 João 4).

O coração de Tamar estava, simplesmente, em continuar a descendência de Judá, a Palavra fala que ela nunca mais teve relações sexuais com ele (Gn 38:26b). Ela não estava preocupada com as riquezas de Judá. Ela tão somente queria uma descendência.

Qual sua experiência hoje? Tamar foi tão fiel à sua promessa que a benção dela veio em dobro: GÊMEOS (Gênesis 38:27b).

Permaneça fiel ao Senhor e Ele cuidará de você!

CREIA: Jesus proverá tudo que você necessita, BASTA VOCÊ TER UM CORAÇÃO para Ele!