No texto anterior, vimos que Rute era estrangeira, mas mesmo assim não se limitou em adorar o Deus de Noemi. Entregou-se totalmente ao Senhor, que não hesitou em abençoá-la, inserindo-a na genealogia de Jesus. Para Deus não há distinção de povos, uma vez que Ele é o Senhor de todos (Romanos 10:12)! Entregue-se também, sem reservas, a esse Deus Supremo e Poderoso, amada irmã! Ele te ama!

A história de Ester acontece no período em que o povo de Israel estava cativo no Império Medo-Persa. Ester e seu tio Mordecai (Ester 2:7) faziam parte da população que não havia retornado para a reconstrução do templo. Portanto eles estavam humilhados, espalhados e cativos (Ester 2:5).

A situação era difícil, pois não havia profetas na época. Não há nenhum registro da palavra “Deus” em todo o livro de Ester. Deus estava oculto, silencioso. De fato, foi um Deus presente que se ocultava!

E você, amada irmã? Como está neste momento? Como está seu relacionamento com Deus? Ele está  oculto, silencioso para você (Sl 33: 13-15, 18)? Mas será que, mesmo assim, não está agindo em sua vida?

Depois da insubmissão da rainha Vasti (Ester 1:17), o rei Assuero ordenou a seus súditos que procurassem uma jovem formosa e virgem para apresentar-se diante dele (Ester 2:2).

Ester foi uma das escolhidas para estar diante do rei (Ester 2:9). Após isso, ela precisou passar por um tratamento de beleza por doze meses (Ester 2:12).

Mesmo sendo uma jovem bela, ela ainda precisou passar por um momento de lapidação. Você pode estar pensando: “Qual o motivo desse embelezamento se ela já era formosa?”

Muitas vezes questionamos exatamente isso ao Senhor: “Por que ainda preciso passar por esse sofrimento, Deus? Por que é necessário tanto tempo de provação na minha vida?” Creia querida irmã: TUDO fez Deus formoso no SEU devido tempo (Eclesiastes 3:11).

Por certo, Ester também fez esses mesmos questionamentos em seu interior , mas ela foi obediente e recebeu de coração todo o tratamento que precisava para sua vida. Ela sabia que somente assim poderia se tornar rainha.

O tratamento de Ester teve a duração de um ano. Nos primeiros seis meses, ela recebeu um tratamento de mirra. A mirra é uma planta medicinal cujo azeite era usado, na antiguidade, para ungir os cadáveres antes do sepultamento, portanto, a mirra tipifica a morte.

Nos outros seis meses, ela foi tratada com especiarias, perfumes e unguentos. Entre as especiarias mais conhecidas, estavam o aloés e a cássia. O aloés possui um sumo amargo e laxante. A cássia é uma flor bela e aromática, e seu fruto se dá em vagem. Ambos possuem propriedades medicinais. Aloés e cássia representam a ressurreição. Em outras palavras, para podermos estar na presença do rei, precisamos passar por seis meses de morte e seis meses de ressurreição. Mas o que tipifica a morte e a ressurreição?

A morte é o estado do nosso ser natural. Quando não permitimos o trabalhar de Deus em nossa vida, permanecemos no velho Adão, com nossas opiniões e maneiras pessoais, spreocupando-nos apenas com as coisas desta vida terrena. 

A ressurreição é o resultado do trabalhar de Deus em nós. Quando permitimos que Ele nos lapide, nos tornamos como Ele em vida e natureza (1 João 3:2), mas sem a deidade. 

“Despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; a vos renovar no espírito da vossa mente; e a vos revestir do novo homem, que segundo Deus foi criado em verdadeira justiça e santidade.” Efésios 4:22-24

Podemos estar prontas fisicamente, com uma saúde e aparência perfeita, mas e quanto ao nosso interior? Nossa vida espiritual? Nossa vida com Deus? Quão belas estamos para Ele? 

“O rei amou a Ester mais do que a todas as mulheres, e ela alcançou perante ele favor e benevolência mais do que todas as virgens; o rei pôs-lhe na cabeça a coroa real e a fez rainha em lugar de Vasti.” (Ester 2:17) 

Ao final de todo tratamento, Ester foi a escolhida pelo Rei! O mesmo ocorrerá conosco ao final de toda provação, de toda “morte”. O Senhor quer que alcancemos favor e benevolência sobre todas! Ele quer nos tornar desejáveis e preparadas para Ele!

Por isso, amada irmã, não desista ou desanime se sua lapidação tem sido dolorosa. Tenha um coração de almejar tudo aquilo que o Senhor tem para você, inclusive os “tratamentos”. Muitas vezes não sabemos o motivo, mas saiba de uma coisa: NADA FOGE DO DOMÍNIO DELE! Creia: Ele tem cuidado de você, mesmo que ocultamente! Confie!

“Lança o teu cuidado sobre o Senhor, e ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado.” Salmos 55:22

Conclusão da Série

Quando a série “Basta Ter Um Coração” começou a ser produzida, nossa intenção era dividir um pouco do que Deus tinha falado conosco durante o Congresso Das Mulheres, no Espírito Santo. Graças a Deus porque Ele superabundou e nos deu graça de transcrever todo o sentimento falado por essas 4 mulheres tão especiais.

Esperamos que, assim como nós, você, mulher, também tenha experimentado o amor Dele por você. Como vimos, essas mulheres se destacaram não pelo que tinham nessa terra, como riquezas ou fama, mas elas foram especiais por serem decididas por Cristo, por deixarem Deus dirigir seus corações. Saiba que você também pode ser uma mulher que faz a diferença: BASTA TER UM CORAÇÃO para as coisas Dele! 

Seja abençoada!

“Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6:33