Bem-vindos ao primeiro capítulo da Série Muito Mais! Na Introdução vimos um panorama do plano de Deus para o homem. Ele nos dá uma grande salvação! Por isso, não podemos nos contentar com uma vida cristã passiva e sem crescimento. Muito pelo contrário: queridos leitores, precisamos nos tornar inconformados!

É indiscutível que a obra do Senhor na cruz é muito maior que qualquer coisa que possa ser feita por nossas mãos. Ele nos trouxe de volta ao Pai de forma completa, abriu um novo caminho para termos acesso à vida eterna. Com a sua morte, Ele nos reconciliou com o Pai.

No entanto, o plano de Deus para nossa vida ainda não se concluiu, ainda existe um caminho que cabe a nós percorrer: a salvação.

Vejamos Rm 5:9: “Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira”. A justificação nos salva da ira, pois, mediante Sua morte, o Senhor pagou pela dívida que tínhamos para com Deus por causa de nosso pecado. O que acontece é que muitas vezes paramos por aqui. Pensamos que estamos livres da ira e isso é suficiente, vamos para o paraíso quando morrermos e estaremos na Nova Jerusalém na eternidade e isso basta, mas não é esse o caso.

Mais à frente, no versículo 10, vemos que éramos inimigos do Pai e fomos reconciliados com Ele mediante a morte do Senhor Jesus. Sua morte nos trouxe a reconciliação, mas lembremos, Ele ressuscitou! Agora já estamos reconciliados, aquele que nos justificou vive e quer continuar a trabalhar em nós: “muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.”

Jovem, não se esqueça, CRISTO VIVE! O amor que Ele teve por você para morrer na cruz em seu lugar ainda está Nele e por causa desse amor Ele quer te salvar diariamente. Sabe aquele pecado que tem te vencido constantemente? Aquela mania que você tem que te incomoda, mas você não consegue deixar de fazer? Sabe essa natureza caída que te faz diferente da imagem e semelhança de Deus? Ele quer te salvar disso.

Quando foi passado a mim o encargo de escrever essa mensagem, a primeira palavra que veio gritando em meu interior foi “inconformado”. Não porque nós não devemos nos conformar com o mundo, porque temos que ser diferentes nesta terra. Não. Isso é importante, mas é só o começo.

Ser inconformado é não aceitar a si mesmo como suficiente, como preparado . Eu vou ser um pouco ousado e assumir que você já pensou algo como: “sim, eu tenho tal defeito, mas ninguém é perfeito, então não tem problema”, ou mesmo: “eu ainda sou novo para me preocupar com tal situação negativa, quando eu for mais velho vou conseguir resolver. ”

Realmente ninguém é perfeito e existem problemas que são mais fáceis de resolver quando se tem mais experiência de vida, porém, o seu pensamento nunca pode ser de aceitar essa situação. Se o Senhor te deu luz sobre algum pecado cabe a você almejar a salvação.

Em Filipenses 3:12, Paulo nos mostra o que é ser realmente um crente inconformado, ele diz: “Não que eu já tenha recebido isso ou já tenha obtido a perfeição, mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”. Amado jovem, prossiga! Seja um inconformado com sua santidade atual, tal qual Paulo foi. Por que você parou de avançar? Busque a salvação que vem de Cristo. Ele quer dar a você Sua natureza santa e perfeita, Ele quer te salvar de você mesmo.

Em sua segunda epístola, Pedro nos mostra os passos do amadurecimento espiritual: “por isso mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência, associai com a vossa fé a virtude; com a virtude, o conhecimento; com o conhecimento, o domínio próprio; com o domínio próprio, a perseverança; com a perseverança, a piedade; com a piedade, a fraternidade; com a fraternidade, o amor” (2Pe 1:5-7).

Em qual passo você está? Você está parado no primeiro degrau dessa escada de qualidades cristãs que Pedro apresenta? Pela misericórdia de Deus, o primeiro passo é a fé, e isso Ele mesmo nos deu para crermos. Se você está no começo, dê glória ao Senhor, porque há muito de Cristo para ser ganho.

Além disso, um jovem inconformado expressa esse viver de “muito mais” em suas atitudes, onde quer que esteja, um coração desbravador pode ser útil ao Senhor.

Ele expressa sua inconformidade na igreja. Sabe aquela reunião morna onde, aparentemente, ninguém consegue sentir a presença de Deus e as músicas são cantadas sem energia (quando são cantadas, porque, às vezes, a assembleia nem canta direito). Estou falando daqueles encontros onde os irmãos parecem estar cansados e querer ir embora o mais rápido possível. Nessas horas, como você age? Se você se conformar, a reunião vai permanecer a mesma, vai continuar morna. Você pode pensar: “ah! Mas alguém vai fazer alguma coisa! Eu não preciso me preocupar, logo, logo os irmãos irão colocar fogo na reunião”. Jovem, nesses momentos, não fique esperando pelos outros, faça a diferença que você deseja ver.

“Ah! Mas eu não sou presbítero, nem diácono. Eu não sirvo pra isso”. Para isso eu só posso responder o seguinte: Jovem, se liga! Você pode “funcionar” nas reuniões da sua igreja. Fazer com que ela seja cheia de Cristo. Que esse seja seu serviço a partir de agora! Você vai se conformar com uma reunião morta porque não foi passado para você essa incumbência diretamente por um líder?

Lembre-se de sempre ter comunhão com os irmãos que estão à sua frente para ganhar luz e avançar. Um jovem inovador tem de estar sujeito à orientação de irmãos experientes para ser útil ao Senhor.

Novamente você pode questionar: “Ah, Heitor… mas eu não sei fazer isso, eu não sou muito intrépido, sabe… Eu sou até tímido, se você quer saber.” Meu querido jovem, Paulo escreveu na segunda epístola destinada a Timóteo o seguinte: “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder […]” (7a.). Qual é a sua desculpa? Se o seu coração for inconformado, o que não lhe faltará vai ser poder!

A reunião é sua, cara! Entra em campo para fazer gol! Vai lá, muda o status quo¹ e deixa sua porção de espírito e benção para todos. Mostre sua insatisfação mudando as coisas, arregaçando as mangas. Inclusive, já reparou que reclamar não resolve problema? O que resolve o problema é uma atitude que muda o presente e o jovem cristão que quer ver sua igreja avançar faz exatamente isso.

Já tive esse mesmo debate interno várias vezes e confesso que na maioria delas meu medo venceu e fiquei na mesma. Acabei não curtindo a reunião e ainda por cima me senti culpado por não ter feito algo que estava ao meu alcance. Com o tempo a culpa me fez parar, mas, pela misericórdia do Senhor eu ganhei a chave para sair dessa situação: “Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3:13-14).

Se você até hoje ficava parado diante dessa situação, então, o segredo, é não olhar para trás. Essa não é uma batalha que se vence uma vez e acabou. Pelo contrário, todo dia você deve buscar o “muito mais”. Todo dia é dia de guerra, portanto, não se acorrente nas suas falhas antigas, mas siga em frente, para o alvo, deixe para trás todas as vezes que você ficou inerte, sem reação e apático. A partir de agora, simplesmente, receba o perdão que Deus concede e assuma sua posição de goleador, que chega lá e faz a diferença para decidir a partida.

Você também pode ser inconformado em outras áreas da sua vida. Na escola, seja o primeiro a tomar a frente nos trabalhos e faça com excelência! Não se acanhe em perguntar ao professor quando tiver dúvidas. Não se contente com notas baixas! No seu emprego, sempre tenha um coração de servir, de dar um passo além do que é “sua obrigação” (Cl 3:22-23). Na sua família, não aceite desavenças duradouras. Primeiramente tenha um coração de orar, intercedendo pela situação. Quando for possível, abra o seu coração e peça em oração pela paz em sua casa. Acredite, jovem, tudo isso mostra Cristo em você. E não se esqueça de falar Dele em todos esses lugares.

Gostaria de deixar a seguinte oração: “Senhor Jesus! Obrigado pela Tua obra redentora! Obrigado, Senhor, por me justificar, mas Senhor, eu quero avançar. Eu quero o Seu Muito Mais! Cria em mim, Senhor, um coração inconformado, que não aceita parar na minha caminhada contigo. Senhor, me dê um coração desesperado pela Tua presença, pela Tua Vida. Eu não quero parar de avançar! Completa Tua obra em mim. Senhor, ainda, me leva a expressar a ti através do meu agir, cria em mim, Senhor, um coração desbravador e proativo. Salva também todos que convivem comigo através de Sua vida. Amém.

Só para fechar esse texto, vou te mostrar o que, na minha opinião, é a arma mais poderosa contra a mornidão espiritual. Ela se encontra em Romanos 10:13b: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. Amado leitor, invoque o nome precioso do Senhor Jesus e seja salvo pela Sua vida. Diga: “Senhor Jesus” e se prepare, porque Ele vem te salvar!

Vai pra reunião, parceiro, e vira o jogo!

No próximo texto, compartilharemos sobre como a aparição do  Deus da Glória muda vidas. Ele quer mudar a sua! Acompanhe-nos nesta série, deixe seus comentários  e divulgue-nos para que mais pessoas possam ter acesso ao conteúdo!

¹ Do latim, “o estado das coisas”.

Colaboração enviada por Heitor Coutinho.


SÉRIE MUITO MAIS:

Muito Mais Gol – Série: Muito Mais (Introdução)

Muito Mais Salvos e Inconformados – Série Muito Mais (1)

Muito Mais Deus da Glória: Sua Aparição Muda Vidas – Série Muito Mais (2)

Muito Mais da Palavra: Mude Sua Abordagem e Tenha Prazer – Série Muito Mais (3)

Muito Mais Conhecimento de Cristo – Série Muito Mais (4)

Deixe seu comentário