Vontade de namorar: você já sentiu isso? Se sim, então espero que esse texto te ajude a entender melhor isso. Antes de ler, gostaria que já soubesse: esse texto não é um manual definitivo e completo sobre esse assunto e de como lidar com ele.

Por isso, o que é falado aqui, tem como intenção fornecer uma ajuda pontual sobre o tema. Para muitas pessoas essa ajuda vai ser suficiente. Para outras ainda será necessário buscar o auxílio dos líderes de jovens e pastores das igrejas.

Aliás, sempre é importante que você procure o responsável pelos jovens da sua igreja antes de, até mesmo, falar para a pessoa que você gosta dela. Se você já falou e agora está prestes a começar um namoro, então, é extremamente recomendável conversar com alguém mais velho, sua liderança espiritual. Orientação presencial sempre é muito valiosa.

Caro jovem, esse texto está sendo escrito para falar de 3 coisas: vontade de namorar, fome de relacionamento e ansiedade.

Como essas três coisas se relacionam?

Bem… vou te contar. Mas primeiro, deixa eu explicar porque resolvi escrever sobre isso.

Deu Vontade de Namorar?

Vi uma foto no Facebook que me chamou a atenção: um amigo está namorando. Na foto, obviamente, estava ele e a namorada (diga-se de passagem, os dois formam um casal bem bonito). Tudo bem… existe um estado de dúvida a respeito de ela ser cristã ou não. Já o amigo, é crente.

Já vimos que ficar é pecado. Inclusive, se você ainda não leu esse texto, vale a pena parar tudo e ir lá conferir. Conferiu? Além disso, recomendo que também leia o texto sobre Jugo Desigual.

Então, analisando a situação objetivamente, o relacionamento do meu amigo não leva o melhor selo de qualidade do mundo (sob a ótica espiritual e bíblica, porque se for sob ótica humana, a sociedade nem se importa com isso, né?). Ele está namorando sem propósito definido e com alguém que nem é cristão. São princípios bíblicos sendo desrespeitados (quer saber mais sobre esses princípios, veja o texto “Ficar é Pecado?”).

Mas esse texto não é para ficar analisando essa situação. Na verdade, esse texto é para analisar o que ocorre antes disso.

No momento em que eu vi a foto e aquela garota linda nos braços do meu amigo, eita jovem… deu vontade de namorar! Pode ser que essa vontade já tivesse surgido antes, em outras ocasiões, no entanto, eu nunca tinha percebido esse sentimento de forma tão clara. Ficou transparente na minha mente que eu tinha uma necessidade de relacionamento com outra pessoa.

Acredito que isso já aconteceu ou acontece com você. Dentro desse contexto, gostaria que você pensasse na seguinte pergunta:

É errado ter vontade de namorar?

E a resposta é: não, não é errado. Na verdade, é normal ter vontade de namorar.

É normal ter vontade de namorar

Olha só jovem! É totalmente normal ter vontade de namorar. Isso acontece porque temos uma necessidade de relacionamento humano íntimo com o sexo oposto. Então, se esse pensamento surge em sua cabeça, você pode ficar muito tranquilo para entendê-lo. Não precisa se condenar, nem se achar uma pessoa estranha. Essa vontade faz parte de nosso fluxo normal de vida, é algo natural.

Agora, se isso é normal, porque muitas vezes temos problema com relação a essa vontade? A resposta também é simples: muitas vezes, essa vontade cresce e se torna algo incontrolável, tornando-se uma verdadeira ansiedade. Aí, meu amigo, você estará enfrentando um grande desafio.

Vontade de namorar é diferente de ansiedade

Colocando em linhas bem práticas, vontade de namorar é como a fome. Você já reparou que mesmo se alimentando corretamente, quando determinados horários se aproximam, você sente fome? Pois é, a vontade de namorar é algo tão natural quanto a fome.

Já a ansiedade pode ser comparada com a fome incontrolável que te faz comer qualquer coisa que vier pela frente e até passar mal. Você já passou por uma situação assim? Eu me lembro de uma vez que comi tanta feijoada que fiquei uma tarde inteira passando mal.

Ansiedade faz isso com você: ela gera uma vontade incontrolável de namorar, levando você a tomar ações rápidas e que fazem mal. Em razão dessa ansiedade, você desrespeita princípios, tem relacionamentos que não são dos melhores e ainda prejudica os relacionamentos futuros. Vale a pena? Não.

Como lidar com a ansiedade com relação ao namoro?

Graças a Deus, existem dois remédios para a ansiedade: a oração e a comunhão com os irmãos.

Se você sente que se encontra em uma situação em que namorar é simplesmente um pensamento desesperador, ou seja, se você pensa em namorar e lhe vem à cabeça as palavras “eu tenho que começar a namorar logo”, então esses remédios são para você. Se você postaria a imagem abaixo em sua rede social, então, definitivamente, você está ansioso e precisa lidar com isso.

Vontade de Namorar

Em Filipenses 4:6 lemos: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.”. Para livrar-se da ansiedade, você tem de orar e depositar sobre Deus o seu pedido por um relacionamento, depois disso, você tem de confiar e descansar. Para entender melhor essa experiência, eu recomendo que você leia o post A Paz de Cada Dia.

Sobre buscar a comunhão com os irmãos e dividir com eles sua ansiedade, isso é importante por dois motivos. Primeiro, você vai gerar comprometimento de viver uma vida santa com pessoas que você conhece e isso vai te guardar. Segundo, você poderá contar com a experiência e acompanhamento dessas pessoas para ajudá-lo a lidar com a ansiedade nesse assunto.

Essas duas sugestões funcionam bem para quem tem ansiedade por relacionamentos. Lembre-se, elas não são soluções definitivas e completas. Logo, pode ser que em alguns casos você precise lidar com isso de forma diferente, conforme for orientado por seus líderes espirituais ou em sua comunhão com Deus.

Lidar com a vontade de namorar antes que se torne ansiedade

Você pode ter um trabalho menor, mais eficaz e mais inteligente se lidar com a vontade de namorar antes que se torne ansiedade. Se você levar essa ideia desse texto, eu vou ficar superfeliz.

A saída aqui é cuidar para que nossas necessidades espirituais, psicológicas e biológicas estejam sob compreensão, controle e satisfação. É necessário que elas estejam bem nutridas para que você não sinta a fome de relacionamento.

Portanto, as estratégias são as seguintes:

1) Espiritualmente. Intensifique sua comunhão com Deus a fim de ser suprido com Espírito no seu interior e de se sentir plenamente amado. Quer saber como fazer isso? Pratique os 5 exercícios espirituais da Academia de Deus e arranje um companheiro para esse treino espiritual.

2) Psicologicamente. Viva com intensidade os relacionamentos com a família, amigos, irmãos. Sinta o amor em cada uma dessas relações e perceba que você é amado de forma ampla e irrestrita por várias pessoas a sua volta. Decida ser feliz nessas relações, encha-se de pensamentos positivos com relação a isso e sinta na pele essas formas de amor.

Se você está sozinho, peça ao Senhor pessoas que possam te acompanhar nessa jornada. Se esse é o seu caso, sugiro que ore pedindo por amigos que lhe sejam companheiros espirituais e pela presença de irmãos mais velhos que possam ser seus conselheiros espirituais. Esses relacionamentos vão ajudar você a se sentir amado. Recomendo a leitura do texto: 5 modos de sobreviver e vencer quando sozinho na igreja da sua cidade.

3) Biologicamente. Nesse quesito, é difícil controlar hormônios cuja produção irá continuar independente de sua vontade. Aqui, a saída é gastar essa energia que se acumula. Por isso, pratique esportes, movimente-se e coloque seu corpo para se cansar.

Como já disse, esse texto não tem como meta propor uma solução definitiva e completa. Pode ser também que essas não sejam as melhores soluções. Porém, acredite, elas funcionam. Funcionam para mim, funcionam para crentes que conheço e podem funcionar para você.

Que o Senhor te abençoe com paz no interior para entender que a vontade de namorar é normal, mas que a ansiedade que ela pode se tornar é um perigo que você tem de perceber.

Além disso, que Ele te conceda paz para conviver com o sentimento de começar um relacionamento com o sexo oposto até que o momento certo chegue e você viva uma excelente e maravilhosa experiência!

Se você gostou do texto e foi ajudado, por favor, comente abaixo.

Até o próximo post 😉